segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Os vários desfalques do time de Vadão

Nas últimas partidas o técnico Vadão tem tido muitos problemas para escalar a equipe titular. Em alguns casos por expulsões ou suspensões automáticas, em outros as rotineiras lesões. Para a partida desta terça-feira, às 21:50, em Ipatinga, contra o time mineiro, Oswaldo Alvarez terá vários desfalques.

Começando pela defesa, Preto Costa segue no Departamento Médico recuperando-se de uma lesão no tendão de aquiles, já Domingos foi expulso na última partida frente ao Bahia. No meio de campo, a dupla de volantes que vinha sendo titular está descartada, Acleisson cumpre suspensão automática e Ademir Sopa ainda se recupera da cirurgia no nariz, sem contar com a recuperação de Gláuber. Athirson não foge à regra e segue no Departamento Médico ao lado do atacante Dodô.

Com todos esses problemas, Vadão relacionou para essa partida contra o Ipatinga o volante Rai, revelado nas categorias de base do clube em 2007 e velho conhecido da torcida lusitana. O jogador retornou de empréstimo e pode até ser titular nesta terça-feira.

No início da noite desta segunda-feira, o lateral-esquerdo Fabrício foi julgado pelo STJD pela expulsão na partida contra o Náutico, em Recife. O jogador luso foi punido por apenas uma partida, já cumprida contra a Ponte Preta, e está à disposição de Vadão para enfrentar o Ipatinga.

A provável equipe que Vadão mandará a campo deve ser integrada por: Wéverton; Paulo Sérgio, Thiago Gomes, Maurício e Fabrício; Marcos Paulo, Rai/Guilherme, Héverton e Marco Antônio; Luis Ricardo e Zé Carlos.


Nesta segunda-feira a Portuguesa oficializou a contratação do meia-atacante Fabinho, que foi um dos destaques na campanha de acesso do Guaraní à Séria A no ano passado, sendo comandado por Vadão.

"Estou feliz por ter a oportunidade de reencontrar o professor Vadão e a comissão técnica (Auxiliar técnico Gersinho e o preparador físico Walter Grassmann). Espero que eu possa repetir as boas atuações que tive com eles no Guarani" Fabinho ao site oficial do clube.

Como já vínhamos adiantando neste blog na última semana, Celsinho e Kempes não fazem mais parte do elenco rubro-verde. Celsinho solicitou a recisão de contrato de empréstimo junto ao Sporting de Lisboa, já o segundo foi emprestado ao Ceará até o final do ano.


Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

domingo, 29 de agosto de 2010

Lusa traz Fabinho e encerra contratações

Nome: Fabio Souza dos Santos
Data de Nascimento: 07/09/1983
Cidade Natal: Recife/PE
Altura: 1,63 m
Clubes: Paulista de Jundiaí/ SP (2002), Bragantino/ SP (2003), Napoli/ Itália (2003), Olímpia/ SP (2005-2006), Canedense/ GO (2006), Mirassol/ SP (2007-2008) e Botafogo/ SP (2009)


Na tarde deste domingo a Portuguesa acertou a contratação do meia-atacante Fabinho, do Guarani. O jogador virá por empréstimo até o final da temporada. Vale lembrar que Fabinho foi comandado pelo técnico Vadão quando treinava o Guarani.

Tal informação foi dada pelo repórter Fábio França, na Rádio Tupi AM1150, no início da noite deste domingo. Segundo ele, com essa contratação a diretoria fecha o elenco para a disputa desta Série B.

Ainda segunda França, o vice-presidente de futebol da Portuguesa, Luis Iaúca, afirmou que Vadão tem total confiança da diretoria e deve cumprir seu contrato integralmente. O vice de futebol da Lusa afirmou que a informação circulada no Pacaembu, na noite deste sábado, de que Leão poderia ser contratado pela Rubro-Verde não passa de um boato.

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

Portuguesa 2x4 Bahia - O que acontece?

Na tarde deste sábado a Portuguesa decepcionou mais uma vez no Canindé e perdeu para o Bahia por 4x2. Em um jogo de seis pontos, a Lusa, caso vencesse, assumiria a vice-liderança da competição, porém, a torcida lusitana assistiu a ascensão do tricolor baiano à essa posição. A Lusa segue estacionada nos 27 pontos, ocupando agora a 9º posição, a três pontos do G-4.

Vadão surpreendeu a todos na escalação da equipe com três zagueiros, Thiago Gomes, Domingos e Maurício. A ala direita era ocupada por Paulo Sérgio e a esquerda por Fabrício. No meio, como não podia contar com Sopa e Athirson, colocou Acleisson e Marco Antônio de volantes, esse último mais avançado, e Héverton na armação. O ataque era comosto por Luis Ricardo e Zé Carlos.

A Portuguesa começou a primeira etapa partindo para cima do Bahia, explorando bastante as laterais do campo, principalmente pela direita, aproveitando as descidas em profundidade de Paulo Sérgio. Foi dos pés do lateral que saiu o cruzamento para Zé Carlos, de cabeça, aos 21 minutos, marcar o primeiro gol da partida e o da vitória até então merecida da Portuguesa no primeiro tempo.

Dois minutos foram suficientes para os baianos estragarem a festa rubro-verde. Após rebote do goleiro Wéverton, o zagueiro Alisson empurrou para o fundo das redes empatando a partida. Entretanto, era nítida a ineficiência da Portuguesa na armação de jogadas no meio-campo. Sem Athirson, a torcida lusa já está acostumada a ter dificuldades na criatividade da equipe. Fabrício é talvez o único jogador que ocupe a posição de forma contundente, porém o lateral cobria a ala esquerda.


O restante da primeira etapa resumiu-se ao meio de campo, com as duas equipes tendo sérias dificuldades de armação e criatividade, principalmete a Portuguesa. No segundo tempo, Vadão voltou com a mesma equipe, mas mesmo que a postura fosse traçada de forma diferente pelo treinador nos vestiários, a mesma caiu por terra logo aos 2 minutos. O zagueiro Domingos, que já havia tomado cartão amarelo na primeira etapa, não hesitou ao derrubar Adriano dentro da área. Domingos foi expulso e Jael converteu para os baianos, era a virada tricolor.

Com um jogador a menos, a Portuguesa se perdeu em campo. O Bahia começou a explorar o buraco e a desorganização da equipe lusa e aos 13 minutos ampliou a vantagem. Após cruzamento de Ávine, Jael subiu para marcar o seu segundo gol no jogo. Vadão sacou o apagadíssimo Héverton e colocou Malaquias em seu lugar, dando mais movimentação e poder de reação á equipe. Aos 22 minutos, Luis Ricardo driblou o zagueiro Nem e tocou na saída do goleiro Renê, descontando para a Lusa.

Vadão ainda sacaria Acleisson para colocar Henrique e Luis Ricardo para pôr Ronaldo. O zagueiro tricolor Alisson também foi expulso, dando igualdade numérica ao jogo. A Portuguesa, mesmo que de forma completamente desorganizada, com o apoio da torcida partiu para cima do Bahia. O time rubro-verde chegou a criar boas chances de gol, mas sem conseguir concretizá-las.

Talvez na melhor dessas chances, Fabrício ao receber um belo passe de Paulo Sérgio, já dentro da grande área, quis enfeitar e acabou perdendo a bola. No contra-golpe rápido, Jael saiu livre pelo campo de ataque e não teve grades dificuldades de chutar, de fora da área, para marcar o ultimo gol da partida.

Agora, a Portuguesa enfrenta o Ipatinga, em Minas Gerais, na próxima terça-feira às 21:50.

Ficha Técnica:

Campeonato Brasileiro Série B - 17ª rodada
Estádio do Canindé - 28-08-2010
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha-ES
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Gelson Rodrigues, ambos do Espírito Santo
Público: 4417 pagantes (mulheres e crianças até 12 anos não pagaram ingresso)
Renda: R$ 70.470,00
Cartões amarelos: Zé Carlos, Domingos, Acleisson, Paulo Sérgio e Thiago Gomes (PORTUGUESA) Adriano, Renê, Nen e Jancarlos (BAHIA)
Cartões vermelhos: Domingos (PORTUGUESA) Alison (BAHIA)
Gols: Zé Carlos, aos 21min do 1º tempo (PORTUGUESA) Alison, aos 23min do 1º tempo, Jael, aos 3min (pên), aos 13min e aos 40min do 2º tempo (BAHIA)

PORTUGUESA
Weverton; Thiago Gomes, Domingos e Maurício; Paulo Sérgio, Acleisson (Henrique), Marco Antonio, Héverton (Malaquias) e Fabrício; Luis Ricardo (Ronaldo) e Zé Carlos
Técnico: Oswaldo Alvarez
Reservas: Lúcio, Romano, Guigov e Marcos Paulo

BAHIA
Renê; Jancarlos, Alison, Nen (Vagner) e Ávine; Fábio Bahia, Bruno Octavio, Rogerinho (Leandro) e Morais; Vander (Adriano) e Jael
Técnico: Márcio Araújo
Reservas: Fernando, Diego Correa, Hélder e Aleilson

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Vadão tem seis desfalques para enfrentar o Bahia e dois jogadores devem deixar o Canindé

Logo após ter marcado o gol de empate da Lusa frente ao Brasiliense na ultima terça-feira, o atacante Dodô reclamava ainda no gramado de uma fisgada na coxa. Hoje, o jogador foi vetado pelo Departamento Médico da Portuguesa por estar sentindo fortes dores musculares.


O médico da Lusa, Dr. Cláudio Lepera, disse ao site oficial do clube que "ele está com uma dor muscular generalizada, causada pela sequência de jogos realizada recentemente. Infelizmente essa série de partidas, até pelas viagens, impede que o jogador possa se recuperar totalmente do desgaste".

Além de Dodô, Vadão não pode contar com mais cinco jogadores que integram o elenco rubro-verde. Na defesa, Preto Costa se recupera de uma lesão no tendão de Aquiles direito e Jaime também se recupera de contusão. No meio de campo, o volante Gláuber deve ficar de fora por mais dez dias a fim de se recuperar de uma distensão muscular na panturrilha esquerda, e Athirson segue com uma contusão muscular na panturrilha direita.

Isso sem contar com a ausência do volante Ademir Sopa, que foi submetido à uma cirurgia no nariz e pode ficar até um mês longe dos gramados. Com tantos desfalques, o técnico luso quebra a cabeça para montar a equipe titular. As dúvidas de Vadão estão na lateral-esquerda e no meio de campo.

  1. Uma das opções de Vadão é colocar Romano na ala esquerda puxando Fabrício para a armação ao lado de Héverton, deixando Acleisson e Marco Antônio como volantes e colocando Luis Ricardo ao lado de Zé Carlos no ataque: Wéverton; Paulo Sérgio, Domingos, Thiago Gomes e Romano; Acleisson, Marco Antônio, Héverton e Fabrício; Luis Ricardo e Zé Carlos.
  2. Uma segunda opção seria a entrada de Marcos Paulo como segundo volante ao lado de Acleisson, deixando Marco Antônio e Fabrício na meia, com Héverton no ataque ao lado de Zé Carlos: Wéverton; Paulo Sérgio, Domingos, Thiago Gomes e Romano; Acleisson, Marcos Paulo, Marco Antônio e Fabrício; Héverton e Zé Carlos.
  3. A terceira opção seria com Fabrício na ala esquerda, Marcos Paulo como segundo volante, Héverton na meia e Luis Ricardo no ataque: Wéverton; Paulo Sérgio, Domingos, Thiago Gomes e Fabrício; Acleisson, Marcos Paulo, Marco Antônio e Héverton; Luis Ricardo e Zé Carlos.

Para essa partida contra o Bahia, neste sábado às 15:50, Kempes sequer foi relacionado. O jogador está prestes a deixar a Portuguesa sendo emprestado ao Ceará. O empréstimo do jogador até o final do Campeonato Cearense de 2011 deve ser concretizado brevemente. O empresário do jogador está colocando alguns empecilhos, mas não deve ser problema.


Outro atleta que deve deixar o elenco luso é Celsinho. O jogador, que desde que voltou não rendeu o que deveria, pediu à diretoria que o devolvesse ao Sporting de Lisboa.

  • Promoção de ingressos para Portuguesa x Bahia, às 15:50:
Entrada gratuita, somente nas arquibancadas, para mulheres e crianças vestidas com a camisa da LUSA. Basta dirigir-se às catracas do PORTÃO 10, onde haverá funcionários com ingressos para a liberação da entrada.


ARQUIBANCADA (Inteira)................ R$ 20,00
ARQUIBANCADA (Meia)................ R$ 10,00

NUMERADA COBERTA (Inteira)........R$ 40,00
NUMERADA COBERTA(Meia)........R$ 20,00

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Kempes pode ir para o Ceará


Segundo o jornalista Fábio França, da Rádio Tupi AM1150, informou hoje, o Ceará está interessado em ter o atacante Kempes por empréstimo. Segundo o repórter, no início da noite desta quinta-feira os dirigentes da Lusa estavam reunidos com representantes do clube nordestino para decidir a transferência do jogador.

Não queria comentar nada, mas......se sair, a torcida lusitana agradece.



Nesta quinta-feira, o volante Ademir Sopa, que fraturou o nariz em uma dividida com o colega Maurício, foi submetido à uma cirurgia no Hospital Vila Lobos, na Mooca, zona leste de São Paulo. Segundo o Dr. Cláudio Lepera, médico da Portuguesa, a cirurgia, que durou cerca de duas horas, foi simples e o jogador deverá ficar aproximadamente um mês longe dos gramados.

Quanto ao boato de que Rivaldo poderia vir para a Lusa, isso não ocorrerá mais. O tempo de contrato, entre outros fatores, complicam essa vinda. Apesar de os dirigentes lusos negarem veementemente que não passou de um boato. Porém, comenta-se que a Portuguesa poderia trazer um jogador do São Paulo. Segundo informações da Rádio Globo AM1100, a Lusa pode trazer Jorge Wagner.


O jogador são-paulino já assinou um pré-contrato com um clube japonês para a próxima temporada, sendo que está encostado no banco de reservas do São Paulo. O Bahia já demostrou interesse no jogador, mas segundo a rádio, a Lusa também já mostrou interesse em tê-lo por empréstimo até o final do ano.

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa


Fabrício será julgado pelo STJD por expulsão

Após o empate diante do Brasiliense, na Boca do Jacaré, na última terça-feira, o elenco rubro-verde retornou à capital paulista na tarde de ontem. A reapresentação dos jogadores está marcada para esta quinta-feira, às 16 horas, no Canindé. Os jogadores realizarão, como de costume, um trabalho regenerativo.


Para a partida contra o Bahia, no sábado às 15:50, no Canindé, Vadão não contará com o volante Ademir Sopa, que saiu de ambulância do estádio na ultima partida e teve uma fratura no nariz na dividida com seu colega Maurício. Ademir Sopa seria submetido à uma cirurgia na noite desta quarta-feira. Outro jogador que desfalcará a Lusa é Athirson, o meia ainda se recupera no Departamento Médico da Lusa.


Para esse jogo, Vadão terá as voltas do zagueiro Domingos e do lateral-direito Paulo Sérgio, que cumpriram suspensão automática pelo 3º cartão amarelo no último jogo. Para essa partida contra o Bahia, a CBF já definiu o trio de arbitragem, que é todo do Espírito Santo. O trio é comandado por Marcos André Gomes da Penha, que será auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Gelson Pimentel Rodrigues.

  • Fabrício será julgado por expulsão:

O lateral-esquerdo Fabrício, que foi expulso na derrota para o Náutico, no dia 14 de agosto, em jogo válido pela 14ª rodada, será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva na próxima segunda-feira. Consta na súmula da partida, que o jogador luso agrediu o adversário com um pontapé, fora da disputa de bola, e com clara intenção de fazê-lo.


Fabrício foi denunciado pela Procuradoria do STJD por praticar agressão física – artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – e pode pegar de 4 a 12 partidas de suspensão. Fabrício será julgado na próxima segunda-feira, dia 30 de agosto, a partir das 18h, pela Primeira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

  • Promoção de ingressos para Portuguesa x Bahia:
Entrada gratuita, somente nas arquibancadas, para mulheres e crianças vestidas com a camisa da LUSA. Basta dirigir-se às catracas do PORTÃO 10, onde haverá funcionários com ingressos para a liberação da entrada.


ARQUIBANCADA (Inteira)................ R$ 20,00
ARQUIBANCADA (Meia)................ R$ 10,00

NUMERADA COBERTA (Inteira)........R$ 40,00
NUMERADA COBERTA(Meia)........R$ 20,00

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Brasiliense 1x1 Portuguesa - Cadê o futebol?

A Portuguesa empatou com o Brasiliense na noite desta terça-feira, em Taguatinga. O horário do jogo foi péssimo, 21:50, assim como o futebol da Lusa. Vadão contava com muitos desfalques, mas o que faltou à equipe foi muito mais que qualidade técnica, foi vontade de vencer. Com esse empate a Lusa segue colada no G-4, a um ponto do São Caetano(4º) e a quatro pontos do Figueirense(1º).

O técnico Vadão não podia contar com Paulo Sérgio na ala direita, já que ele havia recebido o terceiro cartão amarelo na última rodada. Em seu lugar, o técnico luso escalou Luis Ricardo, que atuava nesta posição no Avaí. Já na zaga, Domingos(terceiro amarelo) e Preto Costa(contusão) eram os desfalques, sem contar com um dos substitutos, o jovem Jaime, que também está se recuperando de lesão. Vadão armou o setor defensivo com dois zagueiros, Thiago Gomes e Maurício.

Já no meio de campo, Athirson era o grande desfalque. Marco Antônio, que havia retornado na derrota frente à Ponte Preta, foi escalado na meia ao lado de Fabrício, com Romano na esquerda. Se Héverton não vem rendendo como antes por estar em uma posição improvisada(meia), ele não teve do que reclamar, foi deslocado ao ataque do lado de Dodô, pelo menos a princípio.

O jogo começou muito sonolento, nenhuma das equipes se mostrava interessada na vitória. Muito toque de bola, pouca velocidade e objetividade. O Brasiliense foi quem criou a melhor oportunidade na primeira etapa, em um chute cruzado de Ferrugem pela direita que assustou o goleiro Wéverton. A outra grande chance veio de um lance em impedimento, quando Aloizio Chulapa testou contra a meta lusa, Wéverton se esticou todo, mas não valia mais nada.

A Portuguesa ainda chegava ao ataque com Fabrício algumas vezes, em uma delas o meia/lateral invadiu o bico esquerdo da grande área e chutou alto, visando o ângulo do goleiro Eduardo, mas apenas passou perto. Quando o primeiro tempo caminhava para o seu final, e sem acréscimo do árbitro, o 'incansável' Iranildo recebeu um bom passe de Ferrugem, invadiu a área com tranquilidade e sem nenhuma marcação do zagueiro Maurício. Só restou ao experiente meia empurrar para o fundo das redes na saída do goleiro Wéverton.



Em revés no placar, no intervalo, Vadão sacou Romano e colocou Zé Carlos. Héverton voltou à meia e Fabrício foi deslocado novamente para a esquerda. O lateral-esquerdo da Lusa perdia muitas bolas e errava vários passes. Héverton sumiu de vez na partida, sendo que no primeiro tempo não havia sido muito melhor. O lance de maior perigo da Lusa na segunda etapa saiu dos pés de Acleisson, aos 3 min, cobrando uma falta na trave do goleiro Eduardo.

Porém, a Portuguesa não mostrava nenhuma agilidade e os jogadores pareciam não ter interesse em vencer o jogo. Faltava aos atletas aquela vontade de vencer, precisávamos de jogadores 'ligados'. Mas jogadores 'ligados' é o que não tínhamos mesmo, um lance envolvendo Maurício e Ademir Sopa mostrou bem como caminhava a partida. Em uma dividida próxima à grande área lusitana, os dois altletas pularam junto para cabecear a bola e Maurício acabou dando uma cabeçada no nariz de Ademir Sopa.

O volante luso teve que sair do estádio de ambulância, para realizar exames no hospital. E nessa saída de Sopa tivemos mais uma mostra de como o jogo estava bom, o motorista da ambulância do estádio sequer estava a postos para levar o jogador ao hospital. Ademir Sopa chegou à entrar na ambulância, mas como não se encontrava o motorista, outra ambulância foi chamada para atendê-lo.

A Portuguesa teve mais posse de bola na segunda etapa, o Brasiliense pouco fez. Entretanto, a Lusa não tinha objetividade nenhuma, tocava muito a bola e não finalizava a gol. Foram muitos minutos de toque de bola no campo adversário até perdê-la, sem chutar à gol. Foi quando Vadão colocou Malaquias no lugar de Acleisson. O jogar entrou e logo deu mais velocidade ao time, mostrou uma vontade superior à dos outros atletas e foi logo após essa substituição que a Lusa chegou ao empate.

Aos 33 minutos, Malaquias avançou pela direita e tocou para trás, onde estava Dodô, para apenas empurrar para o fundo do barbante. Logo após o tento marcado, Dodô sentiu uma fisgada na coxa, mas Vadão não podia mais substituir. A Lusa ainda foi para o 'abafa', mas novamente sem organização e sem objetividade.

Enfim, a Portuguesa empatou com um time muito fraco técnicamente e perdeu, mais uma vez, uma grande chance de chegar no G-4. Agora, a Lusa enfrenta o Bahia, no sábado, às 16 horas, no Canindé.

Ficha Técnica:

Local: Estádio Elmo Serejo Farias, em Taguatinga (DF)
Data: 24 de agosto de 2010, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva (SE)
Assistentes: Edmo Oliveira Santos (SE) e Joao Carlos De Jesus Santos (SE)
Cartões Amarelos: Romano, Acleisson e Maurício (Portuguesa); Moacri e Dezinho (Brasiliense)

Gols:
Iranildo, aos 45 minutos do primeiro tempo.Dodô, aos 33 minutos do segundo tempo.

BRASILIENSE: Eduardo; Ruy, Dezinho, Moacri e Jonathan; Deda, Ferrugem (Djavan), Schmoller, Thiaguinho e Iranildo (Acosta; Aloísio (Alisson)
Técnico: Roberval Davino

PORTUGUESA: Wéverton; Romano (Zé Carlos), Maurício, Thiago Gomes e Fabrício; Acleisson (Malaquias), Ademir Sopa (Marcos Paulo), Marco Antônio e Héverton; Luiz Ricardo e Dodô
Técnico: Vadão

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Lusa consegue liberação de Zé Carlos para o jogo desta noite

O Departamento Jurídico da Portuguesa conseguiu reverter a pena de 3 partidas de Zé Carlos em cestas básicas e o atacante está à disposição de Vadão para a partida desta noite, às 21:50, contra o Brasiliense, em Taguatinga.


Zé Carlos havia sido julgado pelo STJD no final do ano passado, por uma expulsão quando ainda vestia a camisa da Lusa. O jogador já havia cumprido dois jogos de punição, incluindo a ultima partida, contra a Ponte Preta, quando o atacante já estava inscrito no BID.

O atleta teria que cumprir sua terceira partida de punição na noite de hoje, mas com a vitória lusa no STJD, Vadão deverá contar com ele no banco de reservas. Zé Carlos havia viajado junto com o elenco, mas não sabia se poderia, ao menos, integrar o banco de reservas.

A equipe que deve entrar em campo na noite de hoje, escalada por Vadão, é:

Wéverton; Luis Ricardo, Thiago Gomes, Maurício e Romano; Acleisson, Ademir Sopa, Marco Antônio e Fabrício; Héverton e Kempes.

  • Nova contratação?
No início da noite desta sexta-feira, em entrevista à Rádio Tupi AM 1150, o vice-presidente de futebol da Portuguesa, Luís Iaúca, afirmou que a diretoria ainda corre atrás de um novo meia e que contatos com alguns nomes já haviam sido feitos na tarde de hoje. Esse interesse em mais uma contratação deve-se ao fato de Athirson estar constantemente lesionado e de ainda não se saber ao certo quanto tempo ele ficará no Departamento Médico.

Athirson realizou uma ressonância magnética no dia de hoje e deverá saber a gravidade de sua lesão nesta quarta-feira. Segundo o comentarista da Rádio Tupi, Antônio Quintal, correm boatos de que a Portuguesa estaria atrás de Rivaldo, ex-seleção brasileira e que foi descartado pelo Palmeiras há alguns dias.

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa


segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Vadão tem muitos problemas para escalar a Lusa


Na zaga, Vadão não poderá contar com Domingos, que cimprirá suspensão automática por ter tomado o terceiro cartão amarelo diante da Ponte Preta, com Preto Costa, quesegue vetado pelo Departamento Médico se recuperando de uma lesão no tendão de aquiles direito, e com Jaime, jovem prata da casa que se recupera de lesão.

Com isso, Vadão tem em mãos apenas dois atletas de zaga, Thiago Gomes e Maurício. O técnico lusitano promoveu o jovem Diego, das categorias de base, que já viajou com o elenco rumo ao Distrito Federal.

Na lateral-direita, Oswaldo Alvarez não terá Paulo Sérgio à sua disposição, por também cumprir suspensão automática. Luis Ricardo deve ser escalado na posição, visto que ele atuava na ala direita quando era jogador do Avaí.


No meio de campo, Vadão terá que escalar Fabrício na armação, já que Athirson foi reavaliado na manhã de hoje e não reúne condições de enfrentar o Brasiliense. Athirson sofre de uma lesão no tornozelo esquerdo e passará por exames mais minuciosos nessa terça-feira. Outro jogador que ainda segue se recuperando no Departamento Médico é o volante Gláuber, que deve retornar aos treinos em 10 dias.

Com todos esses problemas, Vadão deverá escalar a equipe no 4-4-2 novamente(pelo menos no papel), mesmo porque possui apenas 2 zagueiros à sua disposição e não deverá apostar logo de cara no jovem Diego. Porém, Luis Ricardo é um ala muito avançado e que não possui características de marcação, o que deixaria a zaga lusitana muito exposta. Já na direita, Romano tem características de marcação.

Por isso, Vadão deverá recuar Acleisson, tornando-o um terceiro zagueiro. Pelo meio, Ademir Sopa será "segundo" volante, com Marco Antônio e Fabrício na armação. O ataque deverá ser composto por Héverton e Dodô.

A única mudança que pode ocorrer é a volta de Héverton à meia, caso Marco Antonio ainda não reúna totais condições de jogo. Com isso, Kempes retornaria ao ataque ao lado de Dodô.


Wéverton, Luis Ricardo, Thiago Gomes, Maurício e Romano, Acleisson(3º zagueiro), Ademir Sopa, Marco Antônio e Fabrício, Héverton e Dodô.

ou


Wéverton, Luis Ricardo, Thiago Gomes, Maurício e Romano, Acleisson(3º zagueiro), Ademir Sopa, Héverton e Fabrício, Kempes e Dodô.

  • Caso Zé Carlos:

O atacante Zé Carlos já teve sua documentação regularizada junto à CBF e teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário. Com isso, o jogador estaria apto à estrear pela Portuguesa. Acontece que no final da Série B do ano passado, Zé Carlos foi julgado pelo STJD e foi punido com 3 jogos de suspensão, que deverão ser cumpridos agora.

O atacante viajou com o elenco para o Distrito Federal e aguarda que sua pena seja revertida em cestas básicas à tempo de poder ser escalado para a partida desta terça-feira. Zé Carlos poderia assim, ao menos integrar o banco de reservas.

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

Após 2 derrotas seguidas, Lusa encara o Brasiliense

Após a derrota para a Ponte Preta na última sexta-feira, em pleno Canindé, o elenco luso voltou aos treinamentos na manhã de sábado. Os jogadores realizaram um trabalho regenerativo, como é de costume no dia seguinte após as partidas, treino esse comandado pelo preparador físico Walter Grassmann.

Já no domingo, os jogadores se dividiram em dois grupos. Os que jogaram na sexta-feira, realizaram um treinamento visando o fortalecimanto físico, com musculação e hidroginástica. Já o restante dos atletas treinaram posse de bola em campo reduzido.


Para essa partida de amanhã contra o Brasiliense, às 21:50, na Boca do Jacaré, o técnico Vadão terá alguns desfalques importantes. O zagueiro Domingos e o lateral-direito Paulo Sérgio cumprirão suspensão automática por terem tomado o terceiro cartão amarelo diante da Ponte Preta. Preto Costa segue vetado pelo Departamento Médico se recuperando de uma lesão no tendão de aquiles direito.

  • Histórico dos Confrontos:

Durante toda a história, a Portuguesa enfrentou o Brasiliense em apenas 8 oportunidades. O empate é o resultado que mais ocorreu nesses confrontos, somam-se 5. A Lusa tem 1 vitória(no Canindé) e o Brasiliense duas. A Portuguesa nunca venceu o Brasiliense no Distrito Federal.

Total de jogos: 8
Vitórias da Lusa: 1
Empates: 5
Vitórias do Brasiliense: 2
Gols da Lusa: 11
Gols do Brasiliense: 11

A única vitória rubro-verde no DF aconteceu contra o Gama:

Gama 1x2 Lusa (27-07-2007)
Gols da Lusa: Clayton e Vaguinho
  • Zé Carlos aparece no Boletim Informativo Diário:
O atacante Zé Carlos teve seu nome publicado no BID, da CBF, confira:

Clique na imagem para ampliar!

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

sábado, 21 de agosto de 2010

Portuguesa 0x1 Ponte Preta - Uma desorganização completa...

A Portuguesa perdeu mais uma ótima chance de entrar no G-4 na noite desta sexta-feira, no Canindé, no jogo contra a Ponte Preta. Os resultados foram favoráveis, ao menos o do São Caetano e do Figueirense, mas sabemos que quando tudo dá certo, nossa Lusa é que não anda. Somamos nossa primeira derrota no Canindé, a segunda seguida nesse período pós-copa e passamos em branco, sem marcar sequer um gol, apenas pela segunda vez nessa Série B.

Podemos dividir a partida em dois tempos completamente distintos, sendo que a Portuguesa só jogou em um deles, o primeiro, como não vem sendo novidade. Na primeira etapa, apesar de o jogo estar bastante disputado, com uma Ponte Preta partindo pra cima e também buscando a vitória desde o início, as melhores chances foram da Lusa.

A Portuguesa conseguia chegar ao ataque com perigo e velocidade, criando boas chances de finalização. Duas delas poderiam ter resultado em gol, uma com um pouco mais de capricho, em uma finalização de fora da área de Athirson, onde a bola resvalou na trave esquerda do goleiro Eduardo Martini. A outra chance poderia ter se concretizado em gol se Dodô não quisesse enfeitar demais a jogada.

Porém, a chance mais clara da Portuguesa no jogo aconteceu após um chute despretencioso de Ademir Sopa de fora da área, o goleiro pontepretano bateu roupa e a bola sobrou para Kempes, de frente para o goleiro. O atacante luso só precisaria empurrar a bola para o fundo das redes, sem nenhuma grande dificuldade. Entretanto, como já lhe é de costume, Kempes deu uma de zagueiro, conseguiu fazer o mais difícil, chutou por cima do gol, em uma lance bizonho. Aquele gol daria outra cara ao jogo na segunda etapa e muito mais tranquilidade para a Lusa.

Já no segundo tempo, a Portuguesa simplesmente não veio disposta a jogar futebol. O lateral-deireito Paulo Sérgio parecia não ter entrado em campo, unindo-se à péssima atuação de Domingos, ambos deixaram um corredor livre pela ala direita rubro-verde. E foi por alí que a Ponte chegava ao ataque. O time campinairo "deitou e rolou" por aquele setor, e foi por lá que chegou ao gol da vitória.

Aos 7 minutos, William recebeu um longo cruzamento no meio de campo, vindo da área defensiva da Ponte. Romano, lateral-esquerdo, na direita, não conseguiu interceptar a bola, falhando feio, deixou o atacante campineiro livre, que não teve trabalhos para empurrar para o funo do barante.



A Portuguesa, mesmo em revés, não mostrava poder de reação. Athirson estava nitidamente esgotado, dava claros sinais de que ainda não estava totalmente recuperado para essa partida. Vadão ainda sacou Romano e Kempes para as entradas de Malaquias e Luis Ricardo. Porém, logo em seguida, Domingos falhou na marcação de Igor, que conseguiu entrar na área, vendo a besteira que tinha feito, o zagueiro da Portuguesa fez pior, atropelou o jogador pontepretano dentro da área, pênalti. Wéverton conseguiu fazer uma boa defesa, impedindo que a Ponte Preta selasse a vitória antes do final da partida.

Domingos já havia tomado o primeiro cartão amarelo em uma jogada boba, não foi expulso por boa vontade do árbtiro no lance do pênalti. Vadão, vendo que seu zagueiro estava no lucro e na iminência de ser expulso, sacou-o do time e colocou Marco Antônio. A Portuguesa se enfraqueceu pelas laterais, Athirson não tinha condições de jogo na esquerda, Paulo Sérgio fazia sua pior partida pela Lusa no ano, pela direita. Héverton, no meio, parecia se esconder atrás da marcação. Dodô já estava cansado, Malaquias e Luis Ricardo mostravam vontade e muita correria, mas sem objetividade.

A Portuguesa mostrou-se totalmente desorganizada na segunda etapa, parecia ter perdido todo o padrão tático dado por Vadão nesse período pós-copa. A Lusa foi para o "abafa", mas sem esquema algum, cruzando bolas para área sem ninguém para finalizar. Enfim, o jogo acabou e a Portuguesa até que ficou no lucro com uma derrota tão magra.

A Lusa foi irreconhecível nesta noite de sexta-feira, completamente perdida em campo na segunda etapa, e com um jogador sem condições de vestir a camisa rubro-verde no ataque, Kempes. Agora, a Lusa encara o Brasiliense, fora de casa, na próxima terça-feira, às 21:50.

Ficha Técnica:

Campeonato Brasileiro Série B - 15ª Rodada
Estádio do Canindé - 20-08-2010
Árbitro: Rodrigo Braghetto-SP
Assistentes: Dante Mesquita Júnior e Alberto Poletto Masseira, ambos de São Paulo
Público: 3.503 pagantes (mulheres e crianças até 12 anos não pagaram ingresso)
Renda: R$52.900,00
Cartões amarelos: Paulo Sérgio e Domingos (PORTUGUESA) Naldo, Eduardo Martini e Souza (PONTE PRETA)
Gol: William, aos 7min do 2º tempo (PONTE PRETA)

PORTUGUESA
Weverton. Paulo Sérgio, Thiago Gomes (C), Domingos (Marco Antonio) e Romano (Luis Ricardo). Acleisson, Ademir Sopa, Héverton e Athirson. Dodô e Kempes (Malaquias)
Técnico Oswaldo Alvarez
Reservas: Lúcio, Maurício, Guigov e Marcos Paulo

PONTE PRETA
Eduardo Martini. Gerson, Leandro Silva, Naldo e Bruno Collaço. Escobar, Pirão, Souza e Ivo (Moacir). Reis e William (C) (Daniel Lovinho)
Técnico: Jorginho
Reservas: Gilson, Diego, Eduardo, André e Marcelinho

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa


quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Vadão faz mistério quanto à equipe titular

Para a partida contra a Ponte Preta, nesta sexta-feira, às 21 horas, no Canindé, o técnico Vadão terá à sua disposição dois jogadores que se recuperavam de lesão. Marco Antônio e Athirson foram liberados pelo Departamento Médico da Lusa, já estão treinando com o restante do elenco desde a semana passada e têm totais condições de jogo.



Marco Antônio deverá integrar o banco de reservas, já que esteve parado se recuperando por muito tempo. Já Athirson é um nome certo na escalação titular de Vadão. Porém, o técnico luso perdeu o zagueiro Preto Costa que, desde o final da última partida, sente fortes dores no tendão de aquiles direito, e foi vetado pelo DM rubro-verde. Vale lambrar que o ala esquerdo Fabrício cumprirá suspensão pela expulsão sofrida na ultima partida.

Nessa quinta-feira, Vadão comandou um treinamento recreativo no Canindé, o famoso "rachão", porém, na quarta, o técnico rubro-verde realizou um treino tático, onde traçou o esquema que será adotado na partida da noite desta sexta-feira. Vadão, obviamente, faz segredo quanto à escalação, pode ser tanto o 3-5-2 quanto o 4-4-2.

  • 3-5-2:
Pelo treinamento de quarta-feira, o esquema mais cotado. Vadão escalaria, deste modo, Domingos, Thiago Gomes e Maurício na zaga, com Paulo Sérgio na ala direita e Athirson na esquerda, já o meio de campo seria composto por Acleisson, Ademir Sopa e Héverton, com Kempes e Dodô no ataque. Isso sem contar com o goleiro Wéverton.

Wéverton / Domingos, Thiago Gomes e Maurício / Paulo Sérgio, Acleisson, Ademir Sopa, Héverton e Athirson / Kempes e Dodô.

  • 4-4-2:
Já neste esquema, mais ofensivo e talvez o melhor em se tratando de uma partida no Canindé, Vadão colocaria Romano na lateral-esquerda, puxando Athirson para a armação, na meia.

Wéverton / Paulo Sérgio, Domingos, Thiago Gomes e Romano / Acleisson, Ademir Sopa, Héverton e Athirson / Kempes e Dodô.

  • Trio de Arbitragem:

Para comandar essa partida, a CBF escalou um trio paulista, comandado por Rodrigo Braghetto, que terá como seus auxiliares Dante Mesquita Júnior e Alberto Poletto Masseira.
  • Promoção de Ingressos:
Para essa partida, a diretoria da Portuguesa realiza promoção de ingressos:

Entrada gratuita, somente nas arquibancadas, para mulheres e crianças vestidas com a camisa da LUSA. Basta dirigir-se às catracas do PORTÃO 10, onde haverá funcionários com ingressos para a liberação da entrada.


ARQUIBANCADA (Inteira)................ R$ 20,00
ARQUIBANCADA (Meia)................ R$ 10,00

NUMERADA COBERTA (Inteira)........R$ 40,00
NUMERADA COBERTA(Meia)........R$ 20,00

  • Retrospecto de Portuguesa x Ponte Preta:
Total de jogos: 105
Vitórias da Lusa: 37
Empates: 35
Vitórias da Ponte Preta: 33
Gols da Lusa: 143
Gols da Ponte: 128

Primeiro jogo oficial
Portuguesa 1x1 Ponte Preta (24/06/1951) Campeonato Paulista
Gol da Lusa: Renato

Última partida
Portuguesa 2x1 Ponte Preta (31/03/2010) Copa do Brasil
Gols da Lusa: Luiz Carlos e Gustavo Biscayzacu

Maior goleada
Ponte Preta 2x6 Portuguesa (07/09/1958) Campeonato Paulista
Gols da Lusa: Alfeu (3), Raul Klein (2) e Ocimar

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Canindé é candidato a sede paulista para 2014

O que era um sonho da torcida da Portuguesa pode se tornar uma realidade. Durante a Copa do Mundo, os lusitanos Douglas Nascimento e Luiz Filho iniciaram uma campanha pela internet a fim de que a diretoria da Lusa olhasse com bons olhos a Copa do Mundo que será realizada no Brasil e colocasse em prática a reforma e modernização do Canindé, que há muito se comenta. Na época até um site foi criado e o "slogan" da capanha era este:



No último sábado, o jornal "O Estado de São Paulo" publicou uma matéria de página inteira sobre o aniversário de 90 anos da Portuguesa. Entre essa matéria estava um entrevista com o presidente do clube, Manuel da Conceição Ferreira. Nessa entrevista, Manuel da Lupa disse que se reeleito no final do ano, gostaria de deixar ao clube um Centro de Treinamentos semelhante ao do São Paulo em Cotia e que já tinha em mãos um projeto de ampliação do Canindé para uma capacidade de 35 mil pessoas.

O presidente também concedeu entrevista ao Jornal Mundo Lusíada, tablóide dedicado à colônia portuguesa. Segundo ele, a Lusa já teria enviado um projeto ao Grupo Votorantim, principal patrocinador do clube, que também seria discutido com uma construtora do Paraná, a mesma responsável pelo estádio do Atlético Paranaense.

Nesta quarta-feira(18), em uma reunião da Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente, realizada na Câmara Municipal de São Paulo, a Associação Portuguesa de Desportos oficializou o interesse em ter o Estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte como a sede paulista na Copa do Mundo de 2014.

Nesta reunião, o presidente da Lusa, Manuel da Lupa, afirmou às autoridades da política e do esporte paulista que o clube conta com uma área de 100 mil metros quadrados, possibilitando a construção de um novo estádio e de um bom estacionamento. O presidente ainda enfatizou que nesta reforma/construção não seria utilizado dinheiro público e sim de empresas privadas.

Manuel da Lupa exaltou a boa localização do clube, próximo à duas estações de metrô (Armênia e Portuguesa-Tietê), além do fácil acesso aos aeroportos de Congonhas, Guarulhos e Campo de Marte, sem contar com uma vasta área de serviços, composta por dois shoppings centers, hotéis e hospitais.

A Portuguesa já pediu à Confederação Brasileira de Futebol e à FIFA o caderno de encargos com as exigências que devem ser cumpridas pelos estádios que receberão o Mundial. O projeto já existe, após avaliar as exigências da entidade maior do futebol, algumas alterações podem ser feitas.

Nos próximos dias, o presidente da Portuguesa deve se reunir com o Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa


terça-feira, 17 de agosto de 2010

Esperando documentação, Zé Carlos impressiona


O atacante Zé Carlos, que voltou à Lusa após uma breve passagem pelo futebol japonês, atuando pelo Gamba Osaka, aguarda parte de sua documentação ser enviada pela Federação Japonesa de Futebol para que ele possa ser inscrito na Confederação Brasileira de Futebol. Após sua inscrição ser efetuada pela diretoria da Portuguesa, o nome do atacante precisa aparecer no BID(Boletim Informativo Diário), para que reúna condições de estrear.

Enquanto isso, Zé Carlos treina juntamente com o elenco, aprimorando ainda mais sua parte física, já que o atacante chegou ao Canindé com 1,5Kg abaixo de seu peso ideal. O artilheiro que marcou 9 gols em 9 jogos na Série B do ano passado, vestindo a camisa rubro-verde, em um coletivo contra a equipe sub-20 marcou 3 gols e já impressiona a Comissão Técnica da Lusa.


Se Vadão ainda não pode contar com Zé Carlos, para a partida da próxima sexta-feira, contra a Ponte Preta, às 21 horas, no Canindé, o técnico luso terá à sua disposição as voltas de Athirson e Marco Antônio, liberados pelo Departamento Médico. A presença de ambos no jogo contra a "macaca campineira" ainda não está confirmada, mas Athirson deve voltar à armação da equipe, enquanto Marco deverá integrar o banco de reservas.

Para essa partida de sexta-feira, a diretoria da Portuguesa realiza promoção de ingressos:

Entrada gratuita, somente nas arquibancadas, para mulheres e crianças vestidas com a camisa da LUSA. Basta dirigir-se às catracas do PORTÃO 10, onde haverá funcionários com ingressos para a liberação da entrada.

Ingressos:


ARQUIBANCADA (Inteira)................ R$ 20,00
ARQUIBANCADA (Meia)................ R$ 10,00

NUMERADA COBERTA (Inteira)........R$ 40,00
NUMERADA COBERTA(Meia)........R$ 20,00

TRIBUNAS (Inteira - Somente para conselheiros/diretoria)R$ 40,00
TRIBUNAS (Meia - Somente para conselheiros/diretoria)R$ 20,00

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Lusa rejeita proposta por Fabrício


Nesse último final de semana, foi ventilada na imprensa uma possível transferência do lateral-esquerdo Fabrício para o Palmeiras. Segundo algumas rádios informaram neste domingo, Felipão estaria interessado no jogador e o Palmeiras já teria demonstrado interesse no atleta para com a diretoria da Portuguesa.

A Traffic, empresa responsável pelos direitos federativos de vários dos jogadores do elenco palmeirense, fez uma proposta aos dirigentes lusos pela aquisição de 30% do passe do atleta. Porém, a diretoria da Portuguesa rejeitou tal proposta, não dando muita importância, já que o desejo expresso pelo presidente Manuel da Lupa é de que ninguém saia até o final do ano.

Nesta segunda-feira, Manuel da Lupa divulgou uma nota no site oficial do clube informando que "não tem a intenção de negociar nenhum atleta até o término desta temporada. Como já foi dito durante este ano, o clube tem como objetivo a conquista da Série B do Campeonato Brasileiro e, por conta disso, deseja manter intacto o elenco qualificado que possui atualmente."
-----------------

Na tarde desta segunda-feira, o elenco verde-encarnado se reapresentou no Canindé, onde os jogadores que não atuaram na partida contra o Náutico realizaram um coletivo contra a equipe sub-20. Já o restante do elenco realizou um trabalho regenerativo.

Vale lembrar que para a partida da próxima sexta-feira, às 21 horas, no Canindé, o técnico Vadão não poderá contar com Fabrício, expulso no segundo tempo da derrota para o Náutico no último sábado.

Porém, Oswaldo Alvarez muito provavelmente poderá contar com as voltas de Athirson e Marco Antônio, liberados pelo Departamento Médico e que já treinam com o restante do elenco. A presença dos dois ainda não está confirmada, mas as chances são muito grandes.

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

sábado, 14 de agosto de 2010

Portuguesa 0x1 Náutico

Na tarde deste sábado, a Portuguesa foi à Recife enfrentar um adversário direto pelo acesso, o Náutico. Um jogo de seis pontos e sempre muito complicado em se tratando de Estádio dos Aflitos. A partida foi muito disputada na primeira etapa, já na segunda, o Náutico esteve melhor, mas parecia que nada seria capaz de transpor a meta do goleiro Wéverton, que fazia defesas espetaculares. Quando a partida cominhava para um 0 a 0, ou em um gol fortuito de uma das equipes, eis que o melhor jogador até então da partida, Wéverton, falha e o Náutico consegue a vitória por 1 a 0, que lhe rende uma vaga no G-4, deixando nossa Lusa na 5ª colocação.


A equipe do Náutico não possui jogadores de muita qualidade, muito menos atletas diferenciados. O time pernambucano é composto por muitos jogadores experientes, bem rodados. A grande dificuldade em enfrentar a equipe alvi-rubra é jogar nos Aflitos. O gramado estádio possui dimensões reduzidas, além da péssima conservação do campo, muito esburacado. Nunca foi fácil bater o Náutico em Recife, ainda mais em se tratando de uma briga direta pelo G-4. Prevendo tais dificuldades, Vadão preferiu aderir ao esquema 3-5-2, mais precavido. Escalou Domingos, Thiago Gomes e Preto Costa na zaga, Paulo Sérgio e Fabrício nas alas, Acleisson e Ademir Sopa de volantes e Héverton como o homem da armação e da criação, além de Kempes e Dodô na frente.

A defesa lusitana, apesar de reforçada pela escalação de três zagueiros, demorou um pouco para se acertar. A equipe do Náutico chegou à levar algum perigo logo no início da partida. Porém, aos poucos os zagueiros se entenderam, Domingos voltou a comandar a zaga. O grande problema era o ataque rubro-verde, no 3-5-2 os alas eram mais exigidos. A maioria dos ataques lusos no primeiro tempo foram puxados por Fabrício pela esquerda. Paulo Sérgio não fazia uma boa partida, errou muitos passes no campo de ataque, sem contar com seus escanteios muito mal cobrados. Héverton pouco aparecia no jogo e Kempes, no ataque, mostrava suas limitações. Mas mesmo assim a Lusa ainda criou boas oportunidades e perdeu, pelo menos, duas boas chances dos pés de Dodô.

Já no segundo tempo, o jogo mudou, o Náutico passou a ocupar o campo defensivo da Portuguesa, que pouco conseguia fazer. A equipe começou a ficar presa na defesa, sem poder nenhum no meio de campo, com poucas chances no ataque. A Portuguesa mostrou mais uma vez o quanto carece de um aramdor, assim como deu mostras de que só tem Athirson e Fabrício, no elenco, que desempenham tal função. Na minha opinião de torcedor, Vadão deveria ter sacado Kempes logo no início da segunda etapa, colocando Luis Ricardo ou Malaquias(se o primiro ainda não está bem fisicamente). Vendo que a Portuguesa não conseguia imprimir seu ritmo, penso que Vadão deveria ter voltado ao 4-4-2, fazendo o mesmo que fez na partida de Natal.

Tudo bem que uma substiuição teria que ser queimada já que Ademir Sopa se contundiu e deu lugar a Gláuber, mas penso que Romano poderia ter entrado no lugar de Héverton. Desse modo, Fabrício ficaria responsável pela armação, como fez no último jogo, colocando Romano na ala esquerda. Isso se Vadão ainda quisesse permanecer com uma defesa sólida e consistente, com três zagueiros. Porém, Vadão demorou a mudar a equipe, o Náutico foi crescendo e gostando do jogo. Wéverton fez, pelo menos, quatro defesas espetaculares. Mas quando todos pensavam que o goleiro não tomaria gol em hipótese alguma, eis que Wéverton falha em um chute à longa distância de Franscismar e o Náutico consegue o gol que lhe daria a vitória.

Vadão ainda colocou Malaquias e Luis Ricardo no lugar de Preto Costa e Kempes, mas já era tarde demais. Fabrício ainda seria expulso por uma falta besta e infantilmente cometida. A Lusa ainda tento buscar o gol sem muita organização e com um jogador a menos, mas de nada adiantou. Não quero aqui creditar essa derrota a Vadão, nem crucificá-lo, mas acho que ele errou na partida de hoje, não pela escalação inicial, mas por não fazer o que sempre esteve fazendo na Portuguesa, mudar o esquema tático da equipe quando necessário. Vadão viu muito bem essa necessidade de mudança contra o América e contra o ASA, mas não conseguiu perceber nesse jogo contra o Náutico. Porém, ainda sou um admirador do trabalho de Vadão, acho que ele deu à essa equipe uma flexibilidade tática que há muito não se via.

Essa derrota não dev ser entendida como um desastre, um resultado de certa forma comum. Lamento pela falha de Wéverton, mas mesmo assim foi um dos melhores jogadores da partida, assim como lamento a expulsão de Fabrício, um jogador que fará muita falta se Athirson não voltar contra a Ponte Preta. Agora, a Lusa volta à campo na próxima sexta-feira, às 21:00, no Canindé, contra a macaca campineira. Como disse Vadão na coletiva, não existe bom resultado que não sejam os três pontos.

Ficha Técnica:

Estádio dos Aflitos - 14/08/2010
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA) - MG
Assistentes: Helberth Costa Andrade e Janette Mara Arcanjo, ambos de Minas Gerais
Público: 10558 pagantes / Renda: R$ 55.360,00
Cartóes amarelos: Ramirez, Geílson e César Prates (NÁUTICO)
Cartão vernelho: Fabrício (PORTUGUESA)
Gol: Franscismar, aos 31min do 2o tempo (NÁUTICO)

NÁUTICO
Gledson (C). Wilton Goiano, Walter, Diego Bispo e César Prates. Ramirez, Elton (Francismar), Giovani e Cristiano (Evando). Geilson e Bruno Veiga (Tiago Lima)
Técnico: Alexandre Gallo
Reservas: Bruno, Vinicius, Anderson Paim e Tinga

PORTUGUESA
Weverton. Domingos, Preto Costa (Malaquias) e Thiago Gomes (C). Paulo Sérgio, Acleisson, Ademir Sopa (Glauber), Héverton e Fabrício. Dodo e Kempes (Luis Ricardo)
Técnico: Oswaldo Alvarez
Reservas: Lúcio, Romano, Maurício e Marcos Paulo

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

"Você faz parte de uma grande família, que muito pode se orgulhar"

No dia 14 de agosto de 1385, na Vila de Aljubarrota, em Portugal, deu-se uma das mais importantes batalhas da história lusitana. Neste dia as tropas de Dom João I, comandadas por Nuno Álvares Pereira, derrotaram o exército do Reino de Castela e deram a mais plena liberdade e independência ao povo português. Após a Batalha de Aljubarrota, Dom João I constituiu-se Rei de Portugal, instaurando a Dinastia de Avis.



No dia 14 de agosto de 1920, em homenagem à Batalha de Aljubarrota, cinco clubes de origem portuguesa em São Paulo se uniram para formar uma só agremiação, com a força e a representatividade da colônia Portuguesa. Luzíadas Futebol Club, Associação 5 de Outubro, Esporte Club Lusitano, Associação Atlética Marquês de Pombal e Portugal Marinhense fundiram-se para formar a Associação Portuguesa de Desportos.

Ainda em alusão à batalha portuguesa, alguns anos mais tarde a Lusa adotou a Cruz de Avis em seu escudo, lembrando a Dinastia de Avis.



Enfim, a Portuguesa representa, no Brasil, um pedaço de Portugal, sempre foi e ainda é um laço condutor dos milhares de portugueses que aqui chegaram à sua pátria. Ao longo desses 90 anos a Portuguesa foi encantando os próprios brasileiros, tornando-se o segundo time de muitos. A Portuguesa foi a base para a renovação da Seleção Brasileira depois do fiasco em 1950, a Lusa encantou o mundo na década de 50 representando o Brasil no exterior e conquistando a Tri Fita-Azul.

Essa Portuguesa de Julinho Botelho, Djalma Santos, Pinga, Ivair, Leivinha, Enéas, Zé Maria, Zé Roberto, Rodrigo Fabri, Landro Amaral, Capitão e etc, é também a Portuguesa de Manoéis e Joaquins espalhados por todo Brasil.



Como uma vez o lusitano e jornalista Flávio Gomes disse que a Portuguesa é diferente, é simpática, é mulher. E quando se fala em mulher não podemos esquecer de nossa mascote ao longo de muitos anos, a eterna Severa. Inspirada em Maria Severa, fundadora do fado, nossa mascote nos acompanhou nas melhores fases do clube e como reza a lenda da original, enfeitiçou e encantou milhares de adeptos pelo país.


Mais tarde tivemos o Leão como mascote, representando nossa torcida, os verdadeiros leões que sempre estão ao lado da Portuguesa, onde, quando e como ela estiver. Não podemos deixar de lado o apelido dado à nosso time e à nossa torcida por Wilson Brasil na década de 60, quando dizia que a Fabulosa entrava em campo sob os olhares de seus Leões nas arquibancadas.

Realmente somos leões, não é fácil torcer para a Portuguesa, não é coisa para todos, não somos muitos por isso, porque só alguns recebem a dádiva e a missão de torcer para a Portuguesa. A Lusa já nos deu muitas alegrias, mas também muitas tristezas. E é por isso que digo que a Rubro-Verde é o que de mais parecido existe com o amor em nossas vidas.



O amor não é só para os bons momentos, mas sim pra toda hora. Como costumo dizer, pela Portuguesa tenho um dos amores mais sinceros que poderei ter ao longo da vida. Pois nos momentos em que eu só tinha rezões para chorar, ela me fez sorrir, e nas horas em que eu só tinha motivos para sorrir, ela me fez chorar. Não sei o que seria de mim sem esse clube, não sei o que seria desse clube sem seus torcedores.

Mais do que desejar meus parabéns à Portuguesa, quero agradecer à essa instituição maravilhosa que me fez passar noites em claro, tanto por alegrias quanto por tristezas, à esse clube que me fez ficar dias emburrado por uma simples derrota, ou bobo de alegria por uma vitória. À esse clube que me fez passar horas em vão procurando uma onda de rádio que pudesse me noticiar o placar de um jogo qualquer. Obrigado por me mostrar a verdade, por me iludir, por ser a responsável de minhas lágrimas mais sinceras, na alegria ou na tristeza.

Como sei que esse é o time certo? Que esse é o time que nasci para torcer? Simples, basta olhar uma camisa ou uma bandeira tremulando ao longe com as cores verde-encarnadas e sentir seu coração bater mais forte, basta essas cores fazerem seus olhos brilharem e perceberás que a Portuguesa já te conquistou, não tem mais volta!!

OBRIGADO PORTUGUESA!!

A última parte do "Especial Lusa 90 anos"

Encerramos nessa coluna o “especial” sobre os maiores jogadores que vestiram a camisa da Portuguesa desde sua fundação.



Essa última parte conta com: Caxambú, Pinga, Djalma Santos, Ivair, Enéas, Edu Marangon, Leandro Amaral e Capitão.


Confira:
http://canelada.com.br/portuguesa/lusa-90-anos-craques-rubro-verdes-parte-final/

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

A chegada de Zé Carlos e o encontro com o presidente do SL Benfica


Como informamos na manhã desta quinta-feira, segundo foi antecipado pelo repórter da Rádio Tupi AM, Fábio França, Zé Carlos, enfim, chegou ao Canindé. O atacante realizou exames médicos pela manhã e assinou contrato até o final da temporada, podendo ser renovado até a metade do próximo ano.

Zé Carlos chegou à Lusa com 1,5Kg abaixo do seu peso ideal, ao contrário do que muitos vinham dizendo. O atacante começará, na próxima semana, treinamentos de preparo físico com o preparador René Carlos. Agora, só falta o atacante ser regularizado junto à CBF.

"Estou muito feliz de ter voltado. Espero conseguir ajudar os meus companheiros de ataque a manter a equipe com o melhor do Brasil. Estou de volta para juntos voltarmos à Série A" declarou em sua apresentação.



Nesta quinta-feira, o presidente da Portuguesa, Manuel da Lupa, o vice-presidente de futebol da Lusa, Luís Iaúca, o presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, e o presidente do SL Benfica, Luis Filipe Vieira se encontraram na sede da FPF.

Segundo o site oficial da Portuguesa, o encontro abordou temas como as revelações do futebol brasileiro e os Estádios que foram construídos para a Eurocopa em Portugal. Ainda segundo o site, Manuel da Lupa e Luís Iaúca parabenizaram o presidente do SL Benfica pela conquista do Campeonato Português.

Porém, rondam boatos de que um jogador da Lusa estaria sendo preterido pelo SL Benfica, mas por enquanto são apenas boatos.

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa


Enfim, Zé Carlos chega...


O repórter Fábio França, da Rádio Tupi AM, acaba de informar em seu Twitter que Zé Carlos chegou à Lusa, confira:

@fabioluizfranca: Zé Carlos chegou na Lusa. Assina até o fim do ano. Deve prorrogar até o meio do ano que vem. O atacante está 1,5kg abaixo do peso.

http://twitter.com/fabioluizfranca/status/20978447219

A 5ª parte do "Especial Lusa 90 anos"

Continuamos com o “especial” sobre os principais craques que vestiram o manto rubro-verde durante os 90 anos da Portuguesa.

Essa 5ª parte conta com Carioca, Nena e Noronha, Renato, Zé Maria, Badeco, Toninho, Roberto Dinamite e Paulinho Mc Laren.

Confira: http://canelada.com.br/portuguesa/lusa-90-anos-craques-rubro-verdes-parte-5/


Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Portuguesa 2x0 ASA - O melhor ataque do Brasil, invicto no Canindé



Na noite desta terça-feira, a Portuguesa reafirmou sua soberania no Canindé, bateu o ASA por 2 a 0, e assumiu a vice-liderança da Série B na rodada. Neste Brasileirão, a Lusa já disputou 7 jogos em seu estádio, somando 6 vitórias e apenas um empate, justamente contra o líder Coritiba. A Portuguesa agora chega aos 26 pontos, com o melhor ataque das Séries A e B, contabilizando 29 gols marcados. A Rubro-Verde termina mais uma mini-meta estipulada por Vadão com 3 pontos de "gorudura", que se juntam a mais 1 ponto que foi excedido da primeira mini-meta feita pelo técnico, antes da paralização da Copa do Mundo.

Vadão iniciou a partida voltando ao esquema 4-4-2, usando a mesma fórmula que deu certo na segunda etapa da vitória contra o América-RN. Com Fabrício na meia, suprindo a ausência de Athirson, e Romano na ala esquerda. A Rubro-Verde começou a partida se atirando ao ataque, sufocando o adversário. Com passes rápidos e sem dar tempo ao ASA, a Lusa foi dominando o jogo. Fabrício e Héverton davam o tom no meio-campo, principalmente Fabrício, puxando os ataques e contra-ataques verde-encarnados com muita rapidez. Paulo Sérgio também apioava bastante pela direita. Não demorou muito para que a Lusa abrisse o marcador, nada mais mercecido que esse gol ser marcado por quem melhor estava no jogo, Fabrício.

Aos 9 minutos, Fabrício chutou da entrada da área, o goleiro Paulo Muse não alcançou, e estava aberto o placar no Canindé. Um gol merecido pelo futebol apresentado pela Rubro-Verde. Porém, a Lusa não tirou o pé do acelerador, aos 11 minutos, o "artilheiro dos gols bonitos", Dodô, marcou seu terceiro tento em três partidas disputadas. Em uma cobrança de escanteio, Dodô desviou de cabeça para o fundo das redes, ampliando o marcador. Com isso, a Lusa começou a pressionar um pouco menos, esperando o ASA em seu campo. A equipe alagoana cresceu um pouco no jogo, mas ainda era a Lusa que levava mais perigo. A Portuguesa ainda viria a perder, pelo menos, duas claras oportunidades de gol que, naquele momento, selariam a vitória no jogo. Primeiro, em um "gol feito" perdido por Kempes, e segundo em uma jogada em que Dodô estava cara a cara com Paulo Muse e quis enfeitar, quis fazer jus ao seu apelido. Dodô precisaria apenas empurrar para o fundo do barbante, mas tentou dar de calcanhar, para encobrir o arqueiro, que acabou se esticando todo e tirando a bola da direção do gol.

Já na segunda etapa, a superioridade mudou de lado, apesar de a Lusa ter começado bem, ainda criando boas chances de gol. Acleisson exigiu uma ótima defesa do goleiro Paulo Muse e Dodô quase empurrou mais uma para o gol, após cruzamento de Paulo Sérgio, mas o zagueiro chegou junto e Dodô mandou pra fora. Porém, os jogadores lusos, nitidamente, foram se cansando. O primeiro deles foi Fabrício, o principal homem do "arranque" rubro-verde na primeira etapa. Héverton também não demorou muito para se esgotar fisicamente, ambos eram responsáveis pela criatividade e ligação defesa-ataque. Vadão foi percebendo a queda de rendimento lusa e o crescimento dos adversários na partida. Primeiro, tirou Kempes(que mais uma vez perdeu muitas chances) e colocou Gláuber. Com isso, Héverton foi empurrado ao ataque, ao lado de Dodô. Mais terde, Domingos foi colocado no lugar de Romano, a Lusa voltou ao 3-5-2.

Com essas duas substituições, a Lusa ganhou mais força na defesa e no meio-campo, impedindo que o ASA levasse tanto perigo quando começara a levar. Fabrício voltou para a esquerda, mas o meio-campo era formado por 3 volantes(Acleisson, Ademir Sopa e Gláuber), novamente com pouca criatividade. Entretanto, Vadão ainda mostrava que não queria apenas uma equipe defensiva, ainda queria tentar marcar mais um gol. Colocou Luis Ricardo no lugar de Dodô, cansado. A Lusa ainda deu uma equilibrada nas ações, mas não impediu uma bela defesa do goleiro Wéverton, salvando o time de tomar o primeiro gol. A Portuguesa só não buscou o terceiro gol com mais contundência pois Gláuber e Luis Ricardo ainda estão sem ritmo de jogo, ficaram muito tempo no Departamento Médico.

Enfim, vímos duas Portuguesas no jogo desta terça-feira, uma bastante ofensiva, com muita rapidez e qualidade no passe e sufocando o adversário. E um time mais cansado na segunda etapa, muito dependente de um armador de qualidade(Athirson), mas que pode ser bem suprido por Fabrício. Agora, a Lusa encara o Náutico, nos Aflitos, no dia de seu anivérsário quando completa 90 anos. Um empate será um ótimo resultado, para nos mantermos no G-4 e quem sabe ainda ficarmos na vice-liderança. É claro que temos que buscar a vitória, mas a partida não será fácil.

Ficha Técnica:

Campeonato Brasileiro Série B - 13ª rodada
Estádio do Canindé - 10/08/2010
Árbitro: Márcio Chagas da Silva/RS
Assistentes: José Antonio Chaves Franco Filho e Tatiana Jacques de Freitas, ambos do Rio Grande do Sul
Renda: R$ 32.2010,00
Cartões amarelos: Preto Costa e Glauber(PORTUGUESA) Plínio (ASA)
Gols: Fabrício, aos 9min do 1º tempo, e Dodô, aos 11min do 1º tempo (PORTUGUESA)

PORTUGUESA
Weverton. Paulo Sérgio, Thiago Gomes (C), Preto Costa e Romano (Domingos) . Acleisson, Ademir Sopa, Héverton e Fabrício. Kempes (Glauber) e Dodô (Luis Ricardo)
Técnico: Oswaldo Alvarez
Reservas: Lúcio (G), Marcos Paulo, Celsinho e Malaquias

ASA
Paulo Musse. Maisena, Plínio (C), Eweton e Magal. Rincon, Audálio, Didira, Ciel (Silvestre) e Luís Mário (Anderson). Júnior
Técnico: Vica
Reservas: Jorge Miguel (G), Sílvio, João Vitor, Cal e Márcio

Meu Twitter: http://twitter.com/Luizlusitano
Twitter Siga Portuguesa: http://twitter.com/sigaPortuguesa