segunda-feira, 30 de novembro de 2009

40 novos conselheiros eleitos


A eleição para o Conselho Deliberativo da Portuguesa contou com 733 eleitores, que elegeram os 40 conselheiros abaixo citados:

Adriano Marconato Moredo
Alexandre Azevedo de Barros
Alexandre de Castro
Amilcar dos Anjos Maçaira
Antonio da Costa Rodrigues
Caio Santiago
Carlos Alberto Tenório de Lima
César Augusto Barril
Daniel Rodrigues Bonifácio
Eduardo de Abreu Ferreira
Eduardo Melara
Fábio Antônio Martins
Fernando de Jesus Teixeira
Fernando Guimarães Rodrigues
Francisco Carlos Betão
Giuseppe Cláudio Fagotti
Gustavo Macedo Dinis
Igor Ferreira de Almeida
José Luis Correa
Júlio João Miranda
Leandro Duarte
Luís Augusto dos Santos
Manuel de Campos Nunes
Manuel Henrique M. Moreira
Marcelo Moreira Marques
Márcio Faraj
Mário Sérgio Mantteucci
Maurício Guimara M. Barreto
Maurício do Nascimento
Nelson Carlos Sá
Nelson Tadeu dos Santos Júnior
Orlando Carlos F. Pires
Ricardo Ilídio Lico
Roberto dos Santos
Rodrigo Melim Rodrigues
Rogério Braz de Oliveira
Rosângela Peres O. Paula
Sérgio de Sousa Borges
Valdir Pereira de Souza
Vitor Manuel Dinis Filho

Só nos resta esperar que os conselheiros eleitos cumpram com seus deveres e representem os reais desejos dos adeptos rubro-verdes e fiscalizem a diretoria.

Lusa envia representação à FIFA


Conforme já foi publicado neste Blog, a Portuguesa enviou representações à FIFA e ao STJD referentes à irregularidade na atuação do jogador Bruno Cazarine, do Guarani, segue abaixo o publicado no site oficial da Lusa:

"A Associação Portuguesa de Desportos vem, através de sua assessoria de imprensa, informar que encaminhou nesta segunda-feira uma representação à FIFA (Federação Internacional de Futebol Associado) sobre a escalação de forma irregular do atleta Bruno Cazarine Constrantino, do Guarani Futebol Clube, durante o Campeonato Brasileiro deste ano. Na última segunda-feira, dia 23 de novembro, a Lusa enviou a mesma representação ao STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva). Entenda o caso: Ao inscrever o atleta Bruno Cazarine para disputar o Campeonato Brasileiro, o Guarani infringiu o parágrafo III do artigo V do Regulamento de Transferências da FIFA, que proíbe que um jogador tenha três registros de transferência na mesma temporada. A entidade máxima do futebol só abre uma exceção quando os países envolvidos não seguem o mesmo calendário. Entretanto, esse não é o caso de Bruno Cazarine, já que Brasil e Coréia do Sul adotam o mesmo calendário (janeiro até dezembro). Cazarine foi inscrito em janeiro deste ano pelo Chapecoense-SC, clube que defendeu até o mês de maio. Na sequência, se transferiu para o Gyeongnam, da Coréia do Sul, onde ficou nos meses de junho e julho. Por fim, o atleta acertou com o Guarani em agosto deste ano, concretizando sua terceira transferência na mesma temporada."

Craques da Lusa de todos os tempos.


Foi lançada no site oficial da Portuguesa, uma votação para os craques de todos os tempos da nossa gloriosa Lusa. As estações de metrô ligadas a times de futebol de São Paulo, como a estação Portuguesa-Tietê, vão contar com um memorial permanente sobre a trajetória dos clubes que levam seu nome. Terão vitrines com réplicas de trofeus e um hall da fama para imortalizar os maiores craques. Trata-se de um importante projeto para divulgar a nossa Portuguesa e preservar a nossa história.

O torcedor vai escolher quatro nomes em uma lista elaborada pelo Museu Histórico da Portuguesa. Os jogadores estão separados por quatro intervalos de tempo e você é obrigado a votar em todos os períodos. Os craques eleitos serão conhecidos no dia 14 de dezembro.

Períodos:
Até a década de 50: Filó, Batatais, Fininho e Simão.
De 51 a 70: Djalma Santos, Brandãozinho, Pinga I, Julinho Botelho, Jair da Costa, Servilho, Ipojucan, Leivinha, Ivair, Félix e Ditão.
De 71 a 90: Badeco, Enéas, Orlando, Edu Marangon, Marinho Perez, Ratinho e Basílio.
De 90 a atual: Zé Roberto, Zé Maria, Denner, Leandro Amaral, Rodrigo Fabri, César, Émerson, Capitão, Diogo e Ricardo Oliveira.

É louvável essa ideia e muito importante para preservar, valorizar e expandir a história, grandeza e tradição da Lusa, que estará exposta na mais movimentada estação de metrô de São Paulo, a Portuguesa-Tietê.

Para eleger os craques de suas determinadas épocas, podemos encontrar algumas sérias dificuldades, no site da Lusa há a descrição de cada atleta, número de jogos e etc... Perguntando aos mais experientes, como optar entre Djalma Santos, Julinho Botelho, Pinga e Ivair?? As maiores dificuldades estão entre 51 e 70 e entre 90 e à atual, a maioria da torcida escolheria o homem-gol Enéas para craque de 71 a 90, mas e de 90 pra cá??

Como escolher entre a técnica de Zé Roberto e Zé Maria, o encanto do Reizinho do Canindé, Denner, o faro de gol de Leandro Amaral(o maior goleador do Canindé), Rodrigo Fabri e Diogo, ou a raça de César e Émerson, ou ainda o espírito guerreiro e lutador, o símbolo da raça lusitana, Capitão??

Nossa torcida terá uma tarefa difícil pela frente, mas isso é bom pois mostra o quanto temos história e tradição no futebol brasileiro, o quanto revelamos craques à esse país ao longo dos tempos. Mas cá entre nós, nossa diretoria não seria capaz de fazer algo 100% louvável não é? Colocar Ricardo Oliveira como opção depois de tudo que ele fez, lamentável...

Para votar basta acessar este LINK.

domingo, 29 de novembro de 2009

Derby não sai do zero e Porto avança

SPORTING 0 x 0 BENFICA


Quinto empate consecutivo do Sporting na Liga, depois de uma derrota frente ao FC Porto; os mesmos onze pontos de atraso em relação ao Benfica. O Benfica soma um ponto na casa do rival e assume a liderança provisória até segunda-feira.

Consequências de um derby que teoricamente parecia colocar frente a frente dois adversários muito desnivelados, mas que acabou por mostrar um Sporting fresco, aguerrido, sobretudo na primeira parte. Excelente oportunidade de Miguel Veloso (57) para igual defesa de Quim, e logo a seguir de Moutinho, Polga podia ter marcado na primeira parte, Liedson também; Saviola atirou à barra, Ramires falhou um gol na boca do gol, Cardozo atirou rente à trave. De resto muito controle defensivo e apenas o quarto 0-0 em Alvalade.

Com críticas ao estado do gramado, Jesus disse que o "ponto conquistado" serve melhor ao Benfica e falou num "encontro muito defensivo".

"Em função da pontuação que têm Sporting e Benfica, penso que o empate é melhor para nós. Assim, o Sporting praticamente perdeu a possibilidade de sonhar com o título. Temos 11 pontos de distância e, nesta perspectiva, o ponto conquistado foi melhor para o Benfica que para o nosso adversário", disse.

O treinador do Benfica explicou que a "organização defensiva" superou a "qualidade ofensiva" das equipes, fato que tornou quase inexistente a criação de oportunidades de gol.

"É muito difícil jogar neste campo, com este relvado. Penso que o Sporting tem muitas dificuldades em jogar aqui. O campo está impraticável e isso não facilitou o jogo das duas equipas", concluiu.

O capitão do Benfica, David Luiz, também aplaudiu a conquista de um ponto no campo de "um adversário directo na luta pelo título". "Foi um jogo intenso e muito difícil e a relva também não ajudou. Conquistámos um ponto, no campo de um adversário directo na luta pelo título", disse. O brasileiro falou igualmente num jogo "disputado pela força e garra". "Não houve muita técnica neste jogo. Mas estamos satisfeitos pelo ponto conquistado. Somos líderes", afirmou.


Ficha Técnica:
Estádio José Alvalade
Árbitro: Pedro Proença
Público: 45.880 espectadores

SPORTING: Rui Patrício; Abel(Pedro Silva, 44), Carriço, Polga e Caneira; Miguel Veloso, Adrien; João Moutinho, Matias (Pereirinha, 73) e Vukcevic (Postiga, 83); Liedson.
Reservas: Tiago, Pedro Silva, Grimi, Saleiro, Caicedo, Postiga e Pereirinha

BENFICA: Quim; Maxi, Sidnei (Miguel Vítor, 77), David Luiz e César Peixoto; Javi Garcia, Ramires, Aimar(Rúben Amorim, 67) e Di Maria; Cardozo e Saviola (Fábio Coentrão, 85).
Reservas: Júlio César, Rúben Amorim, Fábio Coentrão, Weldon, Nuno Gomes, Felipe Menezes e Miguel Vítor

Cartão Amarelo: Polga (28), Adrien (51), Javi Garcia (69), David Luiz (76)

PORTO 2 x 1 RIO AVE


Num jogo marcado pelo total domínio dos "dragões" e por uma grande exibição do goleiro do Rio Ave, Carlos, valeu ao tetracampeão português o terceiro gol de Varela no campeonato entrou aos 66 minutos no lugar de Belluschi.

Depois de um empate e uma derrota, o FC Porto voltou às vitórias e passou a somar 23 pontos, menos três que o líder Benfica e dois que o Sporting de Braga, segundo classificado e que recebe segunda-feira a União de Leiria.

Hulk, aos 23 minutos, deu a primeira vantagem aos "dragões", mas João Tomás, um goleador exímio, voltou a demonstrar mestria e igualou aos 25, numa cabeçada.

Com nova surpresa no time, desta vez Jesualdo Ferreira chamou Maicon para jogar ao lado de Bruno Alves no miolo defensivo, fazendo voltar Fucile para a direita e mantendo Álvaro Pereira do lado esquerdo.

Com Beto de novo no gol, o treinador do FC Porto escalou ainda Fernando, Raul Meireles e Belluschi para o meio campo, ficando Cristian Rodriguez, Hulk e Falcao como os jogadores mais ofensivos.

Do lado do Rio Ave, Carlos Brito apostou no habitual esquema tático em 4x3x3, com Carlos, no gol, uma defesa com José Gomes, Gaspar, Fábio Faria e Sílvio, ficando André Vilas Boas, Wires e Vítor Gomes (substituído por lesão, aos 11 minutos, por Tarantini) no apoio a Bruno Gama, Sidnei e João Tomás.

O FC Porto entrou no jogo forte no ataque, embora perante uma equipe corajosa e jogando
"olhos nos olhos", demonstrou disposição para obter os três pontos - até porque o Benfica tinha empatado com o Sporting - criando várias situações para marcar.

Aos 23 minutos, Hulk inaugurou o marcador no Dragão, na sequência de uma jogada de insistência, fazendo o segundo na sua conta na Liga.

Dois minutos depois, no entanto, o Rio Ave empatou o jogo, através de uma cabeçada do "eterno matador" João Tomás (sexto gol na Liga), servido por José Gomes da direita.

O FC Porto reagiu e, entre várias oportunidades, destaque para um lance em que Bruno Alves obrigou José Gomes a salvar em cima da linha do gol.

Na segunda parte (56 minutos), os "dragões" tiveram a melhor chance para garantir de novo a vantagem, mas Falcao atirou à trave na transformação de uma grande penalidade, castigando uma falta sobre Fucile.

Com este lance, a equipe de Jesualdo Ferreira voltou a tornar-se mais perigosa, apesar da garra dos vila-condenses e, aos 60 minutos, Falcao obrigou Carlos a uma defesa apertada com o pé, após assistência de Hulk. Raul Meireles fez o mesmo, logo em seguida.

sábado, 28 de novembro de 2009

Portuguesa 1x1 Campinense - Acabou oficialmente 2010


Ontem nossa Lusa encerrou sua temporada dentro dos gramados, e de forma melancólica, apenas empatou com o lanterna e já rebaixado Campinense. Quanto ao jogo nada é muito relevante de se dizer, nossa torcida já está cansada de decepções e desse grupo de jogadores que sem merecimento vestem a gloriosa camisa rubro-verde. Mais uma vez os "atletas" mostraram que não se importam minimamente com a Portuguesa, um jogo onde não houve nem apenas um cartão amarelo, conseguimos fazer 1x0 no primeiro tempo e conseguir sofrer o empate no segundo.

Para a maioria de nossa torcida o campeonato já acabou há muito, mas muito tempo. Ontem ele acabou oficialmente para nós, pelo menos dentro de campo. Ainda temos uma briga grande nos bastidores para que o Guarani seja punido por escalação irregular de jogador. Para que essa suposta punição nos favorecesse, teríamos que terminar o campeonato na quinta colocação, e quase que isso não aconteceu, tínhamos de vencer ontem para ficarmos tranquilos, mas no fim tivemos que depender da derrota do Figueirense, resultado esse que nos deixou vivos num caso de punição aos campineiros.

Aos poucos informações sobre transações começam a aparecer no Canindé. Ontem, foi noticiado na Equipe Líder, na Rádio Tupi AM1150, que a Lusa estaria negociando com o Corinthians a troca do zagueiro Bruno Rodrigo por Otacílio Neto e mais uma parcela em dinheiro, o que seria um bom negócio, pois é nítido que Bruno não tem mais clima para jogar na Portuguesa, já não vem apresentando um bom futebol, e ainda discutindo com a torcida...

Agora só nos resta esperar, e torcer para que haja um planejamento sério para o próximo ano, pois ainda teremos de aturar essa diretoria amadora até o fim de 2010, mas nesta próxima segunda (30/11) há votação para a renovação de 1/3 do Conselho Deliberativo, quem for sócio, e estiver em dia, poderá votar, há uma boa onda de candidatos jovens contrários à situação, aos poucos temos que colocar a nossa própria oposição, de torcedores bem conhecidos no Canindé, para que tenhamos uma esperança de um futuro melhor.

FICHA TÉCNICA:

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo–SP Árbitro: João Alberto Gomes Duarte-RN Público: 1.493 pagantes Renda: R$ 38.080,00 Gols: Marco Antônio aos 35'/1T (Portuguesa); Léo aos 31'/2T (Campinense)

Portuguesa
Muriel; Preto Costa, Thiago Gomes e Domingos (Rafael Silva); Preto (Henrique), Acleisson, Marco Antonio, Ygor e Fabrício; Fellype Gabriel e Christian (Ronaldo). Técnico: Vágner Benazzi.

Campinense
Rodrigues; Fábio Santana, Márcio Paraiba, Anselmo e Danilo (Alemão); Charles Wagner, Léo, Daniel e Marcelinho Mattos (Jaílton); Negreiros (Baiano) e Almir. Técnico: Freitas Nascimento.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Portuguesa x Campinense - Pra terminarmos em 5º

Hoje, às 21horas nossa Lusa vai à campo enfrentar o lanterna e já rebaixado para a terceira divisão, Campinense, no Canindé. Nossa Lusa não tem mais chances de acesso dentro de campo, mas se ainda quisermos correr atrás da irregularidade de Bruno Cazarini do Guarani, temos que terminar o campeonato na quinta colocação, pois se o time campineiro for punido, nós é que subiremos.

Que há a irregularidade, é fato que há, mas se o Guarani será punido por isso, é outra história. Nós lusitanos, já cansamos de ver nosso time ser prejudicado por FPF, CBF, STJD e tudo que manda no futebol desse país. Pouquíssimas vezes, se é que elas existiram, nós fomos ajudados nos bastidores, e com isso fica difícil de acreditar que tirarão pontos dos campineiros para nos colocarem na primeira divisão.

Mas de qualquer modo, como a irregularidade está aí, e nítida, temos que acreditar. Muitos dizem que não seria justo a Lusa subir assim, pois dentro de campo não mostrou merecimento. Concordo que não mostramos merecimento, mas pensando na situação inversa da história, e se nós fossemos os errados?? Com certeza absoluta os bugrinos iriam à público, entrariam com um recurso o mais rápido possível, e a imprensa ficaria em cima do caso.

Se fosse o contrário, sabemos que a situação seria muito pior, portanto, se o contrário também seria feito, não há o que dizer, subiremos e pronto, não será tapetão, mesmo porque é algo que consta nas regras e foi burlado. Não podemos deixar a impunidade tomar conta do futebol.

Para a partida de hoje, Benazzi não poderá comandar a equipo do banco de reservas, pois foi punido pelo STJD em 30 dias, pelos incidentes na partida contra o Juventude. O time não poderá ser composto por Zé Carlos, também suspenso, mas contará com as voltas de Bruno Rodrigo, Domingos e Acleisson.


PROVÁVEIS EQUIPES:

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo–SP
Data: 27/11/2009
Horário: 21h
Árbitro: João Alberto Gomes Duarte-RN

Portuguesa
Muriel; Preto Costa, Thiago Gomes e Rafael Silva; Héverton, Acleisson, Marco Antonio, Preto e Fabrício; Fellype Gabriel e Christian.
Técnico: Vágner Benazzi.

Campinense
Rodrigues; Fábio Santana, Márcio Paraiba, Anselmo e Danilo; Charles Wagner, Henrique, Daniel e Marcelinho Mattos; Negreiros e Almir.
Técnico: Freitas Nascimento.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Boatos do Canindé


Da equipe atual, poucos restarão se os boatos que rondam o Canindé se confirmarem. O ótimo goleiro, Muriel já é dado como certo no Internacional ano que vem, mesmo porque Clemer, ao que tudo indica, encerrará sua carreira. Segundo mais boatos, Muriel até gostaria de ficar, mas não depende da Lusa, ele é do Inter, portanto, se quiserem-no lá, pra lá voltará. Rumores dão como quase certa a contratação de Renê, goleiro que atualmente defende e o Barueri, parece que o arqueiro tem propostas do Santos, mas como seu pai é lusitano os valores estão sendo parcialmente ignorados, é ver pra crer.

O Santos, como já era cantado há algum tempo, deverá levar Bruno Rodrigo e Fellype Gabriel. Bruno não vem apresentando um futebol convincente como vimos em 2007 há um bom tempo, e teve intrigas com a torcida, não será muito sentida sua falta entre nossos torcedores. Já Fellype, atualmente é um dos principais jogadores do time, fará muita falta se essas suposições se confirmarem. Marco Antonio também pode estar de saída, o clube é pouco falado nas alamendas do Canindé.

Ainda segundo boatos, e noticiado na Equipe Lider na Rádio Tupi AM1150 ontem à noite, Athirson pode estar voltando, mas nada de certo ainda. Nenhuma dessas informações é oficializada pela Portuguesa, como bem sabemos, até o que os dirigentes afirmam, por vezes não ocorre, portanto é esperar e ver pra crer.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Porto perde para o Chelsea no Dragão


Já com a classificação para as oitavas-de-final da Liga dos Campeões garantida, FC Porto e Chelsea encontraram-se esta quarta-feira no Estádio do Dragão, pela disputa do primeiro lugar do grupo D da competição. Um gol de Anelka, aos 69 minutos, decidiu a favor da equipe inglesa.

Os blues, com os internacionais portugueses Deco e Ricardo Carvalho de titulares, repetiram a dose do primeiro encontro, em Stamford Bridge, representando então os únicos ex-FC Porto neste agrupamento. Com isso, o Chelsea fica com o primeiro lugar, enquanto o FC Porto, no segundo, tem garantido que vai encontrar nas oitavas-de-final um dos primeiros classificados dos restantes grupos.

Quanto ao jogo, decidido pela cabeçada de Anelka, aos 69 minutos, após cruzamento do lado esquerdo por Malouda, o FC Porto, há quase três semanas sem competição, apresentou-se com três novidades no time: Beto, Belluschi e Varela. E dos pés do argentino saíram os melhores lances protagonizados pelos azuis-e-brancos, nomeadamente com finalizações aos 20 e 29 minutos, nesta última oportunidade só parada pela trave do gol do Chelsea. Antes, porém, já a formação inglesa, líder do campeonato nacional, tinha criado boas oportunidades, sempre com Anelka em grande protagonismo. Mas se o Chelsea entrou mandando, o FC Porto mostrou-se a partir dos vinte minutos e assumiu as despesas da partida até o intervalo.

No segundo tempo houve mais cautela das duas partes. Pelo menos até ao já referido gol. O FC Porto ainda reagiu, Jesualdo Ferreira lançou até Farías por Sapunaru, depois de ter trocado Hulk por Varela e Belluschi (caiu a pique nos segundos 45 minutos) por Guarín.

O técnico do FC Porto diz que a sua equipe jogou «olhos nos olhos» com o Chelsea, equipe que, reiterou, considera ser a melhor do futebol inglês. Satisfeito com a atitude dos seus jogadores, só lamentou a falta de sorte na hora da finalização.

«Foi um jogo equilibrado, com o FC Porto a jogar claramente por cima em certos momentos e noutros em que o Chelsea controlou bem o espaço e a bola. As melhores ocasiões foram do FC Porto, mas não tivemos um momento de sorte para finalizar. Fizemos tudo para ganhar, a equipa teve boa atitude e subiu muito de produção, num sinal de evolução que nos deixa optimistas e confiantes para os próximos jogos», começou afirmando Jesualdo Ferreira, na habitual flash interview no final da partida.

«Não nos podemos esquecer que jogámos contra uma grande equipa, na minha opinião a melhor do futebol inglês, que tem jogadores de grande qualidade, com muita tarimba. Analisando o resultado, penso que não é justo, pois o FC Porto poderia perfeitamente ter empatado. O que conta são os três pontos, mas temos a qualificação garantida e conseguimos jogar olhos nos olhos com o Chelsea», prosseguiu o técnico, fazendo questão de dizer que «o resultado não corresponde ao esforço dos jogadores e à atitude muito positiva que tiveram».

As novidades no time (Beto, Belluschi e Varela) mereceram palavras de Jesualdo. «Tenho três guarda-redes, convoquei dois e jogou o Beto», disse, sobre o fato de Helton nem sequer ter sido convocado. «O Varela? Acreditei que era uma boa solução para o início do jogo e a Champions é um momento bom para fazermos analises profundas sobre os jogadores. Não arriscámos e penso que o Varela esteve bem. O Belluschi está a fazer um processo de adaptação ao futebol diferente daquele que estava habituado. Jogar no Olympiakos não é o mesmo que jogar no FC Porto e está à procura de rotinas com os companheiros.»

FICHA TÉCNICA:

Estádio do Dragão, no Porto

Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia)

FC PORTO – Beto; Sapunaru (Farías, 78 m), Rolando, Bruno Alves e Álvaro Pereira; Belluschi (Guarín, 71 m), Fernando e Raul Meireles; Varela (Hulk, 59 m), Falcao e Rodriguez.

Reservas: Nuno, Maicon, Guarín, Valeri, Tomás Costa, Hulk e Farías.

CHELSEA – Cech; Ivanovic, John Terry, Ricardo Carvalho e Zhirkov; Ballack (Essien, 68 m), Obi Mikel, Deco (Joe Cole, 76 m) e Malouda; Drogba e Anelka.

Reservas: Turnbull, Ashley Cole, Alex, Essien, Belleti, Joe Cole e Kalou.

Cartão Amarelo: Fernando (49 m), Cristian Rodriguez (57 m), Raul Meireles (78 m)

Marcador: 0-1 por Anelka (69 m)

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Porto encara o Chelsea na Liga dos Campeões

Já com a classificação para as oitavas-de-final da Liga dos Campeões garantida, Jesualdo Ferreira considera que, mais importante que uma vitória, é o FC Porto jogar bem frente ao Chelsea, numa partida em que o técnico admite dar oportunidade a jogadores menos utilizados.

«É um jogo em que os pontos contam para garantir a colocação e não a classificação. Essa está garantida desde a quarta jornada e isso permite-nos, sob o ponto de vista de gestão do plantel e dos recursos que temos, dirigir a equipa de outra forma e dar oportunidade a outros jogadores e conferir responsabilidade ao plantel», referiu Jesualdo Ferreira na coletiva de imprensa costumeira pré-jogo, com o Chelsea, no Dragão.

Para o treinador do FC Porto, mais importante que uma vitória, é a equipe realizar «um bom jogo e um bom espectáculo»: «O jogo de amanhã tem a motivação que todos os jogos da Champions têm para os jogadores, mas acima de tudo tem uma perspectiva positiva de grande confiança naquilo que estamos a fazer no sentido de garantir um bom jogo e um bom espectáculo. Se a consequência desse jogo for uma vitória, melhor, mas, acima de tudo, para nós, o importante é fazer um bom jogo, jogar bem e poder competir com uma grande equipa como o Chelsea.»

Jesualdo Ferreira deu mais uns dias de recuperação ao goleiro Helton deixando-o fora das escolhas para o embate desta quarta-feira com o Chelsea, no Dragão, desafio da quinta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões.

O goleiro brasileiro trabalhou fisicamente na última semana e assim dá lugar à Beto e Nuno Espírito Santo.De fora, ficou o lateral-direito Fucile por opção e avançado Mariano Gonzalez, por cumprir suspenção no jogo com o Chelsea.

Lista dos 18 convocados:
-
Goleiros: Beto e Nuno.
-
Zagueiros: Bruno Alves, Rolando, Álvaro Pereira, Sapunaru e Maicon.
-
Meias: Raul Meireles, Guarin, Belluschi, Valeri, Tomás Costa e Fernando.
-
Atacantes: Falcao, Cristian Rodriguez, Hulk, Varela e Farias.
-

CHELSEA

O treinador do Chelsea, Carlo Ancelotti, quer vencer nesta quarta-feira no Dragão, onde os ingleses vão enfrentar o FC Porto em jogo da quinta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, «com o objectivo de assegurar já o primeiro lugar no grupo», mas mantendo respeito pela formação portista.

«Isto não é uma guerra e, por isso, não se deve ter medo. Mas temos respeito pelo FC Porto, como temos por outros adversários. A única forma de uma equipe vencer outra é jogar melhor. E é isso que pretendemos fazer, com o objetivo de assegurar já o primeiro lugar no grupo», explicou o técnico italiano.

Ancelotti destacou que, para além dos três pontos, os blues querem deixar «uma imagem de personalidade e coragem», mas salienta: «Isso não é fácil neste estádio.»

«Jogar contra o FC Porto é como jogar contra grandes equipes como Manchester United, Arsenal ou Liverpool. O FC Porto é uma grande equipe na Europa, com larga experiência, excelentes jogadores e um grande treinador», afirmou.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

STJD: Benazzi pega 30 dias e Zé Carlos 4 jogos / Ediglê não faz mais parte do elenco

Por confusão na partida contra o Juventude, o técnico Vagner Benazzi, o supervisor Luiz Lino e os jogadores Zé Carlos e Marco Aurélio foram denunciados. O treinador acabou suspenso em 30 dias pelo STJD; o dirigente se livrou de gancho e foi apenas advertido, enquanto os jogadores tiveram sorte diferente, com Zé Carlos suspenso por quatro jogos e Marco Aurélio absolvido. Em outro processo, desta vez por conta de infração na partida contra o Guarani, o goleiro Fábio levou um jogo de punição, já cumprido.

Aos 27 minutos do segundo tempo, o atacante Zé Carlos, da Portuguesa, segurou Lauro, do Juventude, que revidou com um tapa. Além da expulsão e da denúncia por ato de hostilidade – artigo 255 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – o atacante da Lusa respondeu por ofensa moral ao árbitro – artigo 252 do CBJD –, por no final da partida ter dito ao árbitro: "safado, parabéns pelo que você fez!".

O companheiro Marco Aurélio, o técnico Vagner Benazi e o supervisor de futebol Luiz Lind foram tirar satisfações com o árbitro e também acabaram denunciados. O jogador, também por ofensa moral, e o treinador e dirigente por manifestação desrespeitosa – artigo 188 do CBJD.

Na partida contra o Bugre, outro problema. O goleiro reserva Fábio disse para o camisa 14 do Guarani, Bruno Aguiar: “Vai tomar no c..., c..., filho da p...!” e foi prontamente expulso pelo árbitro Paulo César de Oliveira. Pela expulsão, o jogador respondeu por atitude antidesportiva – artigo 258 do CBJD – e levou um jogo de punição. Neste processo, o clube ainda foi multado em R$ 200 por conta de atraso.


EDIGLÊ NÃO FAZ MAIS PARTE DO ELENCO LUSO:

Em reunião realizada no início da noite desta segunda-feira, envolvendo a diretoria de futebol da Lusa e o zagueiro Ediglê, ficou acertada a rescisão de forma amigável do contrato do atleta, que terminaria no final deste ano.

Ediglê chegou ao Canindé na metade do ano passado e defendeu a Portuguesa em 41 oportunidades.

Movimentações do Futebol Português

BENFICA

Benfica 0-1 V. Guimarães
Sem tempo para folgas. Ainda na ‘ressaca’ da eliminação da Taça de Portugal imposta pelo V. Guimarães, o plantel do Benfica iniciou, esta manhã, a preparação do ‘derby’ com o Sporting, que se realiza no próximo sábado, em Alvalade. O V. Guimarães eliminou o Benfica da Taça de Portugal e está já nas oitavas de final. O gol da vitória foi marcado por Lazaretti, após escanteio de Desmarets, ainda no primeiro tempo.

Os jogadores titulares treinaram levemente, fazendo apenas treino de recuperação.Carlos Martins volto
u a evoluir no gramado sob vigilância médica, ao passo que Luisão se mantém ausente, se recuperando de intervenção cirúrgica no apêndice. Jorge Jesus chamou aos trabalhos, que decorreram com as portas abertas para o público, dois jogadores dos juniores: o goleiro Douglas e o zagueiro central Vinicius foram os contemplados a integrar o plantel profissional. Para terça-feira está agendado novo treino, a partir das 17 horas, outra vez no Seixal mas à portões fechados.

SPORTING



O Sporting anunciou esta segunda-feira um marco histórico para o clube, ao atingir a barreira dos 100 mil sócios. O adepto que terá o número ‘redondo’ no seu cartão de associado será apresentado terça-feira, em Alvalade, numa cerimônia que contará com as participações de José Eduardo Bettencourt, presidente do Conselho Diretivo, Dias Ferreira, presidente da Mesa da Assembleia Geral, e Ernesto Ferreira da Silva, provedor do sócio. Salvador Marques, sócio n.º 1 do clube leonino, também estará presente.
---
Pescadores 1-4 Sporting
Novo treinador, novo modelo de jogo e um jogador... novo. Polga, titular frente ao Pescadores, o que aconteceu pela primeira vez desde que saiu para um trabalho de recuperação física e psicológica de mais de cinco semanas, disse que se sente um jogador novo, agora que as dores que o atormentavam desapareceram. «O jogo de hoje [ontem] era importante não só para mim como para todo o grupo. Era a estreia de um novo treinador, de ideias novas, mas ficou difícil colocar tudo em prática. Mas dentro do possível foi positivo. A segunda parte foi mais fluída e colocamos coisas novas em prática», começou por avaliar o zagueiro central, que voltou ao time tirular, ainda não cem por cento, mas já sem as queixas que também originaram o mau momento de forma de há algumas semanas. «Não jogava os 90 minutos há mais de 40 dias, faltou-me algum ritmo e sentido posicional, mas o mais importante para mim era que desaparecessem as dores. Isso aconteceu e agora sinto-me uma pessoa nova para ajudar a equipa», confessou.
---
Carlos Carvalhal ficou feliz com a exibição naquela que foi a sua partida de estreia no comando técnico da equipe. Dedicou a vitória aos torcedores, deu os parabéns ao adversário e destacou a força mental dos seus novos comandados.


Falando na habitual flash interview no final do encontro, Carvalhal começou por agradecer o apoio dado pelos torcedores à equipe ao longo do encontro do Pescadores, mesmo quando a equipe da III Divisão chegou à vantagem no marcador. Por isso, dedicou a vitória aos que estiveram apoiando no Estádio do Restelo. Logo depois, comentou as incidências da partida: «Foi um jogo com carácter de Taça de Portugal, com um adversário que está de parabéns, muito agressivo e valoroso. Foi feliz por chegar primeiro ao golo, mas também já tínhamos tido oportunidades para ficar na frente e certamente que o jogo seria então bem diferente.»

Reconhecendo que a equipe «tem muito a melhorar, e vai com certeza faze-lo», o novo técnico do Sporting confi
rmou mesmo que a equipe precisava chegar ao gol para melhorar a confiança, por isso salienta que quando isso aconteceu o jogo ficou decidido. «A equipa transfigurou-se após ter chegado ao golo», realçou, destacando a «força mental» dos jogadores para o efeito. Questionado sobre a primeira semana de trabalho, Carlos Carvalhal mostrou-se «muito satisfeito», salientando a «grande união em toda a estrutura, assim como o grande apoio dos adeptos». E agora vem aí o derby com o Benfica... «Vai haver uma semana para trabalhar e preparar esse jogo da melhor forma», limitou-se praticamente a dizer.

PORTO



O FC Porto cumpriu esta manhã, no Olival, à portões fechados, o penúltimo treino antes do jogo com o Chelsea, agendado para quarta-feira, relativo à quinta rodada do Grupo D da Liga dos Campeões.

A sessão de trabalho não trouxe novidades em relação ao apronto da véspera, com Helton, Fucile e Orlando Sá desenvolvendo treino integrado condicionado.

Os dragões cumprem amanhã, a partir das 10 horas, o derradeiro ensaio para a recepção ao Chelsea. No final do treino, Jesualdo Ferreira e um jogador estarão na sala de Imprensa, para projetar o jogo com a equipe londrina.
---
Helton continua treinando sob vigilância médica, mas muito à distância e sem quaisquer contra-indicações para se aplicar ao máximo. E ainda ontem, para 'desilusão' dos seus companheiros, e concorrentes ao lugar, deu mais uma prova que está já recuperado fisicamente e com os sentidos todos apurados para defender o gol portista no jogo com o Chelsea.

Desfazem-se assim as hipóteses de Beto ou Nuno Espírito Santo poderem substituir, mesmo que pontualmente, o goleiro brasileiro, que se lesionou na última rodada do campeonato, frente ao Marítimo, no dia 8, e deu sinais de não poder recuperar-se tão depressa.
---
Os responsáveis do FC Porto emitiram, neste sábado, um comunicado onde criticam duramente a falta de coerência demonstrada pela Federação portuguesa futebol (FPF) por ter marcado o jogo da Taça de Portugal com o Oliveirense num campo sem condições e antes tenha feito duras criticas sobre a falta de qualidade do gramado da selecção da Bósnia.

O gramado do Estádio Carlos Osório não está em condições de receber a partida e poderia colocar em risco a integridade física dos jogadores.Os dois clubes procurarão, agora, chegar a acordo para a marcação de nova data.


sábado, 21 de novembro de 2009

Lusa entra com recurso na CBF na segunda-feira


Após a partida contra o Vasco no Maracanã, o diretor de futebol da Portuguesa, afirmou à Rádio Tupi AM 1150, que na próxima segunda feira, o departamento jurídico do clube entra com um recurso na CBF pedindo a punição do Guarani pelas atuações irregulares de um de seus jogadores.

O clube campineiro corre o risco de perder 18 pontos pela escalação de Bruno Cazarini, pois segundo determinação da FIFA, um jogador pode ser contratado por 3 clube em um ano, mas só atuar em 2. Bruno disputou o Campeonato Catarinense desse ano pela Chapecoense, depois atuou na Coréia e voltando ao Brasil jogou um jogo e ficou no banco de reservas em outras duas partidas. Segundo a FIFA, esse terceiro clube, ao passo que escala o referido jogador para uma ou mais partidas, deve ser punido em 6 pontos por cada jogo em que o jogador constar na súmula.

Assim sendo o Guarani perderia 18 pontos e passaria a ter 48 pontos. Esse caso foi noticiado pelo Jornal da Tarde na última terça feira. Segundo o diretor luso, a Portuguesa esperava essa partida contra o Vasco para definir se entrava ou não com o recurso, como o time venceu, já tem o aval do presidente para tocar o processo à frente.

Agora é aguardar pra ver, sabemos que nosso departamento jurídico é fraco e dificilmente obtém êxito nos tribunais esportivos. Por falta de camisa não será, mas talvez de força nos bastidores, está na hora da Portuguesa retomar sua força nos meandros do futebol, tem que ficar em cima MESMO. Mas como diria Silvio Santos: "Eu só acredito vendo!"

**Foto retirada do Blog da Portuguesa no GloboEsporte.Com

Portuguesa 1x0 Vasco - Agora é pensar em 2010

Nossa Portuguesa venceu o Vasco nessa tarde no Maracanã por 1x0, como sempre, vencemos dos grandes, nos jogos da festa e tudo mais. Com isso já estamos acostumados. O Atlético e o Ceará venceram e carimbaram o acesso antes do fim do campeonato.

Quanto ao jogo de hoje não há muito o que dizer, mesmo porque o torcedor lusitano nem quer mais saber de futebol, a conversa e a revolta lusitana é sobre diretoria, afinal, se estamos nessa situação, se não subimos na série B mais fácil de toda a história, foi por pura incompetência da nossa diretoria, se é que tem condições de ser chamada de diretoria.

Em um ano, cinco técnicos, Estevam Soares, Mário Sérgio, Paulo Bonamigo, Renê Simões e Vágner Benazzi. Não há mais o que se dizer, os técnicos, excluindo o Benazzi, conseguiram ser piores que a diretoria. Os jogadores? Nem se fale, provaram que não tinham nem caráter quando foram eliminados por um modestíssimo Icasa no Canindé, na Copa do Brasil.

Agora temos que aturar essa diretoria por mais um ano, pra próxima temporada poucas projeções podemos fazer no momento, como muitos dizem, Yaúca, atual vice de futebol, não deverá permanecer, está brigado com Da Lupa e outros, temos que torcer para que nosso pseudo-presidente escolha alguém que preste para tomar conta do futebol pois ele já nos provou que não entende nada do assunto.

Mais um ano de QUASE, mais um ano de sofrimento. Quando teremos nossa verdadeira Portuguesa de volta? Se não perdemos a esperança até hoje, é porque jamais a perderemos, mas enquanto formos dirigidos por quem põe seus interesses e vaidades em primeiro lugar, não chegaremos a canto algum.


FICHA TÉCNICA:

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação-BA
Público: 26.029 pagantes; 27.319 total
Renda: R$ 261.459,00
Cartões amarelos: Zé Carlos, Rafael Silva (Portuguesa); Dedé (Vasco)
Gols: Fellype Gabriel aos 27'/2T (Portuguesa)

Vasco
Tiago; Fágner, Dedé, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Fumagalli (Alan) e Carlos Alberto; Adriano (Phillipe Coutinho) e Elton (Aloísio).
Técnico: Dorival Júnior.

Portuguesa
Muriel; Preto Costa, Thiago Gomes e Rafael Silva (Henrique); Héverton (Jefferson), Ygor, Marco Antonio, Preto e Fabrício; Fellype Gabriel (Pirajú) e Zé Carlos.
Técnico: Vágner Benazzi.

Portuguesa x Vasco - Devemos acreditar?

Hoje às 17 horas nossa Lusa entra no Maracanã para enfrentar mais um clássico lusitano. O Vasco da Gama já assegurou sua vaga na série A do ano que vem, assim como o título da série B. No jogo de hoje será entregue a taça aos vascaínos. Já nossa Lusa, não se sabe se deve-se ainda acreditar em um acesso ou ir ao Rio para cumprir tabela. Nossa torcida está dividida, uns acreditam ainda no acesso enquanto outros já pensam na série B do ano que vem.

A verdade é que a Portuguesa ainda possui chances matemáticas de subir. Antes de qualquer conta, temos de voncer o Vasco hoje e o Campinense no próximo sábado no Canindé, além de nossos triunfos, temos de torcer por uma derrota do Figueirense e uma derrota e um empate do Atlético, se o Ceará perder as duas próximas partidas também fica de fora.

Para os que ainda acreditam, antes de olharmos para os outros, temos de torcer para nosso time. Para o jogo de hoje, Benazzi não contará com Acleisson, Bruno Rodrigo e Domingos. Nossa zaga deverá ser composta por Thiago Gomes (voltando de suspensão) e Preto Costa (voltando de lesão). Ygor deve assumir o posto de Acleisson, e no ataque contaremos com a volta de Zé Carlos (volta de suspensão).

O jogo será trnsmitido para todo o Brasil pela RedeTv!, no rádio e na internet temos a Equipe Líder nos 1150AM da Rádio Tupi ou pela internet clicando aqui! e também a Web Rádio Lusa no site oficial da Portuguesa.

PROVÁVEIS EQUIPES:
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ Data: 21/11/2009 Horário: 17h Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação-BA

Vasco
Tiago; Fagner, Dedé, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Fumagalli e Carlos Alberto; Adriano e Elton. Técnico: Dorival Júnior.

Portuguesa
Muriel; Fernandinho, Preto Costa, Thiago Gomes e Fabrício; Ygor, Marco Antônio, Preto e Fellype Gabriel; Héverton e Zé Carlos. Técnico: Vágner Benazzi.


sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Kempes contrado pelo Novo Hamburgo


O Novo Hamburgo anunciou, na tarde desta sexta-feira, o quarto reforço para o Campeonato Gaúcho de 2010. Trata-se do atacante Kempes, 27 anos, que atualmente defende a Portuguesa, no Campeonato Brasileiro da Série B. O jogador se apresentará ao clube no dia 10 de dezembro, quando a segundona nacional tiver acabado.

O mais novo reforço do Anilado foi confirmado pelo vice-presidente de futebol, Luiz Valentin. Além da Lusa, Kempes também já atuou pelo 15 de Novembro de Campo Bom-RS, Caxias-RS, Ipatinga-MG, entre outros clubes.

Uma porcaria a menos na Lusa!

Confira a notícia no site oficial do Novo Hamburgo clicando aqui!

Futebol de Praia: Portugal X Brasil na semi-final


Portugal derrotou o Japão, por 2x1, e classificou-se para as semi-finais do Mundial de Futebol de Praia, que ocorre nos Emirados Árabes Unidos.

A Seleção Portuguesa vai agora jogar contra o Brasil, que ganhou da Itália, por 6x4. O jogo está marcado para as 15:00 de sábado. Jogo disputado na praia de Jumeirah.

Portugal - Japão, 2x1.

Marcadores:

Portugal (2): Madjer, Belchior.

Japão (1): Uherera.

Equipes:

- Portugal: Bruno, Torres, Alan, Madjer e Belchior.

(Reservas: Paulo Graça, Coimbra, Tavares, Sousa, Novo, Zé Maria e Bilro).

- Japão: Ginoza, Oda, Tabata, Wakabayashi e Toma.

(Reservas: Terukina, Higa, Makino, Uehara, Yamauchi, Maezono e Take).

Árbitro: Javier Bentancor (Uruguai).

Muriel não deverá renovar e voltará ao Inter


Segundo o site GloboEsporte.Com, o elenco de goleiros do Inter terá mudanças em 2010. A diretoria decidiu que contará novamente com Muriel, revelado nas categorias de base do clube gaúcho e atualmente emprestado à Portuguesa Ele não terá contrato renovado com a Lusa. Na manhã desta quinta-feira, o procurador do atleta esteve no Beira-Rio.

Muriel será o substituto de Clemer, 41 anos, que encerrará sua trajetória no Inter em dezembro. Umas das referências do time campeão da Libertadores e do mundo, ele não vem jogando. É a terceira opção na hierarquia da posição. Com contrato encerrado no fim do ano, não seguirá no Beira-Rio.

Clemer ainda não dá a aposentadoria como certa. Se receber propostas de outros clubes, pode seguir jogando.

Julgamento de Juventude X Portuguesa será na próxima segunda-feira

A confusão no jogo entre a nossa Portuguesa e o Juventude, vai ao STJD na próxima segunda para julgamento e teve sua origem ainda no primeiro tempo quando, após o apito final, o árbitro da partida, Péricles Cortez, teria sido abordado pelo gerente de futebol do Juventude, Fernando Luis Rech, com as seguintes palavras: "Isso é uma brincadeira, não vai fazer merda que você não sai daqui". Pela atitude, o dirigente foi denunciado por infringir o artigo 188 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) que fala sobre "manifestar-se de forma desrespeitosa, ou ofensiva, contra árbitro ou auxiliar em razão de suas atribuições, ou ameaçá-los", com risco de suspensão de 30 a 180 dias.

Já aos 27 minutos da segunda etapa, o clima pesou ainda mais. O atleta Zé Carlos, da Portuguesa, segurou o adversário Lauro que, insatisfeito com a atitude do colega de profissão, desferiu um tapa no rosto em revide. Por este desentendimento, ambos os jogadores foram expulsos do campo de jogo. Lauro teve sua suposta infração caracterizada como agressão física e, por isso, poderá ficar afastado do futebol entre 120 e 540 dias.

Já a situação de Zé Carlos é mais complicada. Além de ter sido expulso e, consequentemente, denunciado no artigo 255 do CBJD por cometer ato de hostilidade, que pode lhe valer suspensão de uma a três partidas, o atleta também se envolveu em uma grande polêmica no final da partida, quando alguns integrantes da Portuguesa teriam partido para cima do árbitro cobrando explicações. Zé Carlos teria dito ao juiz, "safado, parabéns pelo que você fez!", o que caracteriza infração no artigo 252, "ofender moralmente o árbitro", que pode custar uma suspensão de dois a seis jogos. Vale ressaltar que, caso o atleta seja considerado culpado por descumprir os dois artigos, a punição é acumulada.

Outros membros da Portuguesa envolvidos na confusão foram o atleta Marco Aurélio, o técnico Vagner Benazi, e o supervisor de futebol da equipe Luiz Lino. Enquanto o jogador, que proferiu ao árbitro as palavras "você é um filho da pu** e estragou um ano inteiro de trabalho", também está sujeito às penas do artigo 252, os dirigentes da equipe podem ficar de fora por terem se manifestado de forma desrespeitosa, contrariando o artigo 188, que pode ocasionar pena de suspensão entre 30 e 180 dias.

O comandante da Portuguesa teria dito ao árbitro "você é um safado, um ladrão, fud** com o nosso time seu filho da pu**", enquanto o dirigente teria disparado, aplicando ao árbitro os seguintes adjetivos: "canalha, safado, filho da pu**, ladrão e vagabundo".

Todos os envolvidos nestes acontecimentos serão julgados pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD, em sessão que acontecerá às 18h, da próxima segunda-feira, dia 23.

O que acontecerá?? Nossos atletas e comissão técnica serão punidos, talvez o dirigente juventino também, mas a palhaçada continuará a mesma sempre. Pois não temos uma diretoria com força nos bastidores e na imprensa, não temos mais força pra bater de frente com arbitragens absurdas, roubos descarados, tudo acontece livremente e ainda temos que aturar a imprensa dizendo que isso é normal, pois tem coisas que só acontecem com a Lusa. Mais uma vez seremos prejudicados injustamente, sofreremos um revés duplo, o do jogo em si e no tribunal.

Mas se tivéssemos uma diretoria séria, pegaríamos o tape do jogo e selecionaríamos a jogada do gol, onde Mendes agarrou Muriel, as constantes faltas sobre Fellype Gabriel que foram ignoradas até ele se machucar, a falta mais que descarada, com tapa, chute, obstrução e tudo mais em Zé Carlos que o juiz não tomou conhecimento, a "defesa" com as mãos do zagueiro juventino após um chute de Acleisson, o cartão dado a Domingos onde, na verdade, ele é que sofreu a falta. Com um video contendo todos esses lances, o arbitro seria afastado temporariamente tranquilamente, mas não se esqueçam, não temos departamento jurídico, como já disse nosso Vice de Futebol, o Ibis já ganhou no STJD, nós, NUNCA.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Copa São Paulo Juniores 2010: FPF divulga grupos


A Federação Paulista de Futebol divulgou nesta quinta-feira os grupos e o regulamento para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2010. Com 92 clubes divididos em 23 grupos, a competição vai de 3 a 25 de janeiro. Na primeira fase, as equipes jogam entre si em turno único, classificando-se as primeiras de cada chave, além dos nove melhores segundos colocados. A novidade desta edição fica por conta do torneio ter representantes da Arábia Saudita e África do Sul, porém os times ainda não foram decididos.

A Portuguesa disputará a chave V, com sede em Guaraulhos, e terá Flamengo de Guarulhos, Goiás e Atlético de Roraima como adversários na fase inicial. Os primeiros colocados, além dos nove melhores segundos colocados, garantem a classificação para a próxima fase.

"Estamos confiantes. Teremos tempo para montar a nossa equipe e acredito que podemos ir longe. Nosso objetivo é brigar pelo título e penso que podemos conseguir isso", declarou o técnico Edu Miranda.

A Lusa já conquistou a Copa São Paulo em 1991 e 2002.

O caminho lusitano rumo à Africa do Sul.


A vitória em Zenica foi o quinto triunfo consecutivo da Seleção Portuguesa na fase de classificação, depois de um início complicado.

A presença na África do Sul será a quinta portuguesa num mundial e terceira consecutiva, mantendo o costume de classificação para fases finais de competições internacionais desde 2000.

Com Carlos Queiroz como novo treinador, o sorteio da fase de grupos colocou Portugal num Grupo 1 em que era dado como favorito, apesar da forte concorrência de Dinamarca e Suécia.

Contudo, desde cedo se percebeu que a caminhada lusa ia ser muito complicada
e cheia de sobressaltos, apesar da goleada inaugural - única vitória oficial
em 2008 após o Europeu - sobre Malta (4-0), que não marcou qualquer gol em 10 encontros.

O segundo jogo, em casa com a Dinamarca, acabaria por marcar a eliminatória, pois, apesar de ter feito uma das melhores exibições da fase, Portugal acabou perdendo para os nórdicos, por 3-2.

Seguiram-se três "nulos", dois com a Suécia e um escandaloso com a Albânia
em casa, num encontro em que a equipe das "quinas", apesar de desfalcada, não conseguiu marcar qualquer gol em uma equipe que jogou cerca de 50 minutos com um elemento a menos.

Tudo parecia perdido para a equipe lusa, ainda mais quando em Tirana, aos 90 minutos, estava empatada com a Albânia por um tento, mas um gol salvador de Bruno Alves, no período de descontos, manteve Portugal na briga.

Seguia-se uma visita a Copenhaghe e novamente a exibição lusa não rendeu três pontos (1-1), apesar das muitas finalizações, graças a um gol do estreante Liedson já no final do encontro com a Dinamarca.

Os dois jogos contra a Hungria iriam ser decisivos para as aspirações lusitanas, tendo a equipe cumprido, de forma pragmática em Budapeste (1-0) e
mais espectacular na Luz, em Lisboa (3-0).

Além da vitória sobre os magiares no Estádio da Luz, Portugal beneficiou-se ainda da derrota da Suécia no campo da Dinamarca (1-0), tornando Jakob Poulsen um herói em solo luso e deixando a equipe das "quinas" necessitada de apenas uma vitória sobre a frágil Malta para garantir o "play-off".

O sorteio colocou a Bósnia-Herzegovina, um dos melhores ataques da fase de classificação, que Portugal, com a ajuda das traves do gol de Eduardo, conseguiu parar no primeiro jogo, tendo conseguido o triunfo por 1-0, graças
a um gol de Bruno Alves, aos 31 minutos.

Ontem, em Zenica, Portugal ainda amplicou a vantagem, mantendo-se sem perder fora um jogo de classificação para um mundial desde 05 de Novembro de 1996, quando foi derrotado em Kiev pela Ucrânia, por 2-1, nas eliminatórias para o Mundial98.

Numa fase de renovação da equipe, Carlos Queiroz utilizou 33 jogadores, com o médio Raul Meireles a ser o único jogador que atuou nos 12 encontros de classificação, enquanto Simão Sabrosa foi o melhor marcador, com quatro gols.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Portugal vence na Bósnia e vai à Africa do Sul

Se o heroi do triunfo no jogo de ida foi Bruno Alves, desta vez quem brilhou e deu mais tranquilidade aos portugueses foi Raul Meireles, que foi às redes no segundo tempo e praticamente garantiu o passaporte dos atuais quarto colocados do mundo à África do Sul em 2010. Nos dois duelos decisivos contra os bósnios, o astro Cristiano Ronaldo não pôde ajudar seus conterrâneos, já que sofre com lesão e ainda está em fase de recuperação.

Depois de passar sufoco durante toda a campanha e inclusive correr o risco de ficar fora da repescagem, o time comandado pelo técnico Carlos Queiroz só ganhou sobrevida na disputa graças ao segundo lugar garantido no Grupo 1, definido apenas na rodada final. Com o primeiro lugar e a vaga direta reservada à Dinamarca, restou aos lusitanos o direito de fazer dois duelos equilibrados com a Bósnia. No primeiro, um gol solitário de Bruno Alves decretou a suada vitória, já que os adversários carimbaram a trave duas vezes nos minutos finais.

Já nesta quarta-feira, na cidade de Zenica, os portugueses chegaram a correr riscos na primeira etapa, mas contaram com mais uma atuação segura do goleiro Eduardo, que agora alcançou a incrível marca de 498 minutos sem ser vazado. Além disto, a equipe contava com um histórico favorável, já que não perdia por dois gols de diferença há quase três anos e meio, no Mundial de 2006, contra a anfitriã Alemanha.

Ao neutralizar as investidas de Dzeko e Ibisevic nos primeiros 45 minutos, assim como a grande pressão impostas pelos torcedores bósnios nas arquibancadas, os ex-comandados de Luiz Felipe Scolari mostraram a superioridade técnica no segundo tempo e aproveitaram os espaços para sacramentar a classificação.

Aos 10min, depois de boa jogada de Nani pela esquerda, Raul Meireles recebeu livre no meio da parea e acertou o canto direito de Hasagic.Aos 30, nervoso, Salihovic foi expulso após discutir com o árbitro Roberto Rossetti. Revoltada, a torcida bósnia começou a atirar pedras no gramado e acabou acertando o assistente Paolo Calgano.

Com um jogador a mais, Portugal não teve mais problemas para segurar o marcador e fez a festa no esburacado gramado do estádio Bilino Pojge.

Futebol de Praia: Portugal enfrentará Japão


A seleção portuguesa de futebol de praia venceu hoje as Ilhas Salomão por 6-1 e assegurou a presença nas quartas-de-final do Mundial dos Emirados Árabes Unidos, jogo da última rodada do Grupo A.

A equipe lusa, que precisava apenas vencer para seguir em frente, entrou bem na partida e chegou ao final do primeiro tempo vencendo já por 3-1 e, depois de um segundo parcial sem gols, acabou marcando mais três no último tempo, vencendo por 6-1.

Apesar do triunfo, a seleção portuguesa acabou por passar à fase seguinte no segundo lugar, onde vai defrontar o Japão, vencedor do Grupo B, enquanto o Uruguai, que hoje venceu os Emirados Árabes Unidos por 4-0, vai defrontar a Espanha, segunda do Grupo B.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Portuguesa Masters estreia com vitória



O time de Masters da Portuguesa estreou nesse domingo, no CT do Parque Ecológico contra o Santo André. Não poderíamos ter começado de forma melhor, logo no primeiro jogo uma vitória de 3x1 sobre os andreenses.

"Foi um bom começo. Enfrentamos um adversário difícil, mas conseguimos a vitória em nosso primeiro jogo oficial. Espero que possamos ter muitas vitórias como essa", declarou Capitão, um dos responsáveis pela equipe.

Os gols lusos saíram aos 14(Cói) e aos 36(Rodinei) minutos do primeiro tempo, o gol de honra do Santo André saiu aos 40 minutos da segunda etapa, mas aos 44(Cói) decretamos a vitória.

"Fico muito feliz com isso. A Portuguesa nos dará total apoio para que possamos manter o time. O clube está nos cedendo toda a estrutura necessária e vamos jogar com os uniformes oficiais de jogo e treino", explicou o volante, que é um dos responsáveis pela equipe.

Capitão também aproveitou para citar alguns jogadores que farão parte do time de "masters" da Lusa. "Nós já acertamos com o Sinval e o Zinho, que jogou na Lusa em 1996. Além deles, o Zé Carlos, lateral direito que jogou a Copa do Mundo de 1998 também participará. Já convidamos o Paulinho McLaren, mas ele não pôde jogar no domingo", explicou.

Portugal estreia no Mundial de Beach Soccer com vitória suada

A vitória portuguesa só ganhou forma no terceiro e último tempo, emque se registou um parcial de 5-2 para Portugal, depois de 0-3 no primeirotempo e 2-3 no final do segundo.

Com três gols no jogo, dois dos quais decisivos, elevando o resultado de um empate 5-5 para a vitória por 7-5, Madjer foi o homem do jogo.

Portugal lidera o grupo com três pontos, tantos quantos têm as Ilhas Salomão, que ganharam por 7-6 ao Uruguai, o próximo adversário dos lusos, na manhã de terça-feira.

O jogo começou a correr mal para Portugal praticamente desde o início. Não havia um minuto disputado e já Rami Mesaabi tinha inaugurado o marcador, num chute de rebote.

Passados quatro minutos tudo se complicou, com o gol de Qambar Sadeqi, jogador que fechou a contagem do primeiro período, ao oitavo minuto - Portugal perdia então por inesperados 3-0.

No segundo tempo Portugal voltou à disputa da vitória: Aos 19 minutos Zé Maria cabeceou para o fundo do gol defendido por Abbas Hussain e a poucos segundos do intervalo, Belchior, na conversão de uma grande penalidade, fez o 3-2.

Zé Maria viria a ser expulso no início do último tempo, provocando um penalti, que Ali Karim converteu (minuto 25).

A seleção lusa não desanimou e numa jogada de contra-ataque, conseguiu chegar ao terceiro gol através de Madjer, em entendimento com Torres (27). Logo em seguida, Alan, com um chute de longa distância surpreendeu o goleiro árabe e repôs a igualdade (27).

Ibrahim Albalooshi fez o 5-4 para os Emirados aos 28 minutos, antes de Portugal responder com três gols e assegurar uma excelente vitória.


Bilro, aproveitando uma defesa parcial, repôs novamente a igualdade no minuto 28 e Madjer, aos 30, colocou Portugal em vantagem,pela primeira vez. A quatro minutos do final o mesmo jogador apontou o terceiro na conta pessoal e fechou a contagem em 7-5.

domingo, 15 de novembro de 2009

Carlos Carvalhal é o novo técnico Leonino



O documento, emitido hoje de madrugada, pode ser consultado no endereço www.cmvm.pt.

"A partir desta data, o treinador Carlos Carvalhal assumirá o comando técnico da equipa principal", lê-se no comunicado.

O contrato assinado com Carlos Carvalhal é válido até ao final da temporada em vigência, tendo sido conferida ao Sporting uma opção para fazer prorrogar o contrato para a temporada 2010/2011, caso o deseje.

O novo treinador tem 43 anos e a última equipe que treinou foi o Marítimo, clube com o qual rescindiu em 28 de Setembro.

Em 17 jogos realizados pela equipe madeirense sob seu comando, apenas ganhou dois.

Carvalhal substitui Paulo Bento, que rescindiu com o Sporting após uma sequência de maus resultados que atiraram a equipe para oitavo lugar na classificação da Liga, a 11 pontos do líder, o Sporting de Braga.

Em declarações à Agência Lusa, o antigo presidente da Assembleia-Geral dos "leões" foi cético em relação à escolha do atual presidente do clube, José Eduardo Bettencourt, afirmando que Carlos Carvalhal "não tem pergaminhos" para assumir o cargo e suceder Paulo Bento.

"Em Portugal endeusam-se as pessoas de um momento para o outro. As coisas têm de ser feitas de maneira gradual. Estou muito preocupado com o futuro do Sporting", acrescentou Abrantes Mendes, deixando claro: "Foi a escolha possível..."

Para Abrantes Mendes, o mais indicado na atual situação do clube teria sido "manter a atual equipa técnica e esperar até ao fim da época, para preparar da melhor forma possível a próxima temporada" e não tentar arranjar "à pressa" um treinador, após falhar a contratação do atual técnico da Académica de Coimbra, André Villas-Boas.

O antigo presidente Sousa Cintra optou por frisar à Agência Lusa: "A situação do Sporting é angustiante. A responsabilidade da escolha é do presidente. O presidente escolheu, está escolhido... Agora só temos todos é de apoiar".

Em relação a Carvalhal, Sousa Cintra admitiu ter pouca informação sobre o técnico e não o conhecer pessoalmente. "O que as pessoas me dizem é que se trata de um homem com capacidade, inteligência e valor. Pode ser que no Sporting possa pôr em prática tudo o que sabe", comentou.

O otimismo de Sousa Cintra estende-se às possibilidades de o Sporting ainda tentar chegar ao título nacional de futebol este ano, apesar de à 10. jornada ter 11 pontos atrás do Sporting de Braga e o Benfica e seis relativamente ao tetracampeão FC Porto.

"Temos uma equipa jovem e Carlos Carvalhal pode fazer um bom trabalho. Há muito campeonato ainda e as pessoas tem de acreditar que ainda podemos chegar ao título. Não há motivos para não acreditar. O Benfica está mais forte, o FC Porto também, mas nada está perdido. É preciso acreditar", afirmou.


Portugal faz sua parte no "primeiro tempo"


O treinador nacional, Carlos Queiroz, mostrou-se satisfeito com a vitória, por 1-0, sobre a Bósnia-Herzegovina, no "primeiro tempo" do "play-off", antevendo que a luta se prolongue "até ao último minuto"

"Nós queremos sempre mais, mas estamos no intervalo. Estamos a ganhar 1-0 e temos de nos concentrar e preparar bem para a segunda parte, na Bósnia", afirmou o técnico português, em coletiva de imprensa.

O gol da vitória saiu ainda no primeiro tempo: Nani cruzou da direita, a bola passou por toda a zaga na área e o zagueiro Bruno Alves (filho de brasileiro) tocou de cabeça para marcar a 1 a 0 aos 31. Doze minutos depois, susto para os portugueses: Ibricic cabeceou e a bola bateu no travessão do goleiro Eduardo. Após o intervalo, Liedson teve a chance de marcar um gol de placa no Estádio da Luz. Aos 11, o atacante do Sporting deu um “chapéu” em Jahic, dentro da área, e chutou para fora, cara a cara com o goleiro Hasagic. Mas a melhor chance do segundo tempo foi da Bósnia. Aos 43, a bola bateu duas vezes na trave de Eduardo em lances seguidos dos visitantes. Primeiro, Dzeko tocou de cabeça e acertou o travessão. No rebote, Muslimovic chutou na trave direita do goleiro português, que já estava vendido.

Mas quem melhor mostrou-se em campo foi a equipe portuguesa, que seguindo a tradição lusitana, perdeu muitos gols, mas dessa vez não foi prejudicial.

O "segundo tempo" da eliminatória disputa-se quarta-feira, no Estádio Bilino Polje, em Zenica, a partir das 17:45 locais (19:45 em Lisboa), com arbitragem do italiano Roberto Rosetti.

Caso marque um goo em Zenica, Portugal obriga os bósnios a marcar por três vezes, já que, em caso de empate, os gols fora valem em dobro.


FICHA TÉCNICA:


- Portugal: Eduardo, Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Bruno Alves,
Duda, Pepe, Raul Meireles, Deco (Tiago, 84), Nani (Fábio Coentrão, 69), Simão (Hugo Almeida, 88) e Liedson.

(Reservas: Rui Patrício, Miguel, Rolando, Tiago, Fábio Coentrão, Hugo Almeida e Edinho).

- Bósnia-Herzegovina: Kenan Hasagic, Sanel Jahic, Safet Nadarevic, Emir Spahic, Senijad Ibricic, Sejad Salihovic, Elvir Rahimic, Samir Muratovic (Miralem Pjanic, 87), Zvjezdan Misimovic (Zlatan Muslimovic, 81), Vedad Ibisevic e Edin Dzeko.

(Reservas: Asmir Begovic, Boris Pandza, Dzemal Berberovic, Miralem
Pjanic, Zlatan Bajramovic, Haris Medunjanin e Zlatan Muslimovic).

Árbitro: Martin Atkinson (Inglaterra).

Cartão amarelo: Deco (14), Vedad Ibisevic (15), Samir Muratovic (37), Elvir Rahimic (48) e Emir Spahic (71).

Público: 60 588 espectadores.

sábado, 14 de novembro de 2009

Portugal pronto para pegar a Bósnia


Carlos Queiroz já tinha adiantado que este seria "um jogo de segredos" e, durante os 15 minutos abertos à imprensa do último treino em Óbidos, não deu qualquer indicação sobre a equipe que vai apresentar no Estádio da Luz.

Durante este período, os 19 jogadores de campo convocados, sob as ordens do adjunto José Guilherme, efetuaram apenas alguns exercícios de aquecimento, enquanto os três guarda-redes realizaram treino específico com Hugo Oliveira.

Com as ausências de Bosingwa, Pedro Mendes e Cristiano Ronaldo, continuam a subsistir algumas dúvidas no "onze" luso, sobretudo nas laterais defensivas.

Carlos Queiroz e dois jogadores antecipam ainda hoje o encontro com o conjunto bósnio, em conferência de imprensa.

A equipe das "quinas" parte para Lisboa, onde ficará instalada até à hora do jogo com a Bósnia-Herzegovina, no Estádio da Luz.

Quarta-feira joga-se a segunda mão do "play-off", com Portugal a deslocar-se a Zenica.

Em declarações à Antena 1, Humberto Coelho aconselha a selecção nacional para o jogo deste sábado com a Bósnia-Herzegovina.

"A Bósnia é uma selecção complicada. Porém, como gosta de jogar ao ataque, abre espaços. Se Portugal jogar de forma rápida vai encontrar espaços e poder desenvolver o seu futebol", afirma.

O attual seleccionador da Tunísia defende que a equipa das ‘quinas' tem condições para carimbar o passaporte para a África do Sul.

"Portugal tem condições para isso. Vai ter dois jogos difíceis e importantes, em que vai ser necessária uma entrega total, uma grande atitude. Portugal sabe bem das dificuldades do jogo e vai estar preparado para esse embate", conclui.

Liédson:

"Em nenhum jogo é fácil marcar, porque já não há equipes fáceis, principalmente num 'play-off' do Mundial. É uma equipe forte ofensivamente e que coloca muita gente atrás. Vai ser difícil ultrapassar a barreira. Mas temos estudado a equipa e sabemos o que temos de fazer", afiançou.

O luso-brasileiro deverá fazer sábado o quinto jogo pela seleção portuguesa, garantindo que não necessita de "motivação extra" para este jogo.

"Acho que não é preciso motivação extra. Só estar convocado já é um grande orgulho, ainda mais quando podemos estar no Mundial. Toda a gente me recebeu muito bem, parece que já estou aqui há muito tempo", adiantou.

Sobre Cristiano Ronaldo, Liedson disse que é "um jogador importantíssimo para o grupo", mas garantiu que "Portugal tem grandes jogadores para suprir essa ausência".

Em Outubro, na penúltima jornada do Grupo 1, Liedson foi aplaudido no Estádio da Luz, "uma sensação diferente" para o avançado do Sporting, mas "muito boa, muito confortável", recordando que os adeptos "foram fundamentais na vitória".

Sobre a troca de treinadores no Sporting, Liedson não quis falar, referindo que isso "agora não interessa", porque está "apenas concentrado na seleção".